Café: Nova York monitora previsão de chuvas no Brasil e arábica ganha mais de 1%

Publicado em 23/09/2021 12:03 547 exibições
Segundo analista, apesar da previsão de chuva, volumes ainda serão insuficientes para aliviar estresse hídrico

Logotipo Notícias Agrícolas

No início da tarde desta quinta-feira (23), o mercado futuro do café arábica registrava 1.73% de valorização para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US).

De acordo com Haroldo Bonfá, analista de mercado da Pharos Consultoria, apesar da previsão indicar condição de chuvas na região do parque cafeeiro, os volumes ainda ficam abaixo do que o necessário e essa condição é o que justifica a valorização neste pregão. 

Por volta das 11h56 (horário de Brasília), dezembro/21 tinha alta de 305 pontos, valendo 187,90 cents/lbp, março/22 tinha valorização de 315 pontos, cotado a 190,80 cents/lbp, maio/22 tinha alta de 305 pontos, valendo 191,90 cents/lbp e julho/22 registrava alta de 290 pontos, valendo 192,50 cents/lbp. 

Em Londres, o café conilon também tem valorização. Novembro/21 tinha alta de US$ 3 por tonelada, valendo US$ 2145, janeiro/22 tinha alta de US$ 4 por tonelada, cotado a US$ 2114, março/22 registrava valorização de US$ 11 por tonelada, valendo US$ 2064 e maio/22 tinha alta de US$ 10 por tonelada, valendo US$ 2037.

O setor cafeeiro segue acompanhando as condições climáticas no Brasil, e aguardando a retomada das chuvas. As atualizações mais recentes dos modelos meteorológicos sinalizam o retorno das chuvas na próxima semana em todas as áreas de produção de café do Brasil. Além da seca prolongada, as chuvas serão importantes para entender o impacto das geadas na safra de 22.

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário