HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Após seca e geadas, chuva de granizo atinge áreas de café em Minas Gerais

Publicado em 25/09/2021 18:56 e atualizado em 25/09/2021 20:48 10138 exibições
Registros foram feitos na tarde deste sábado (25) e aumentam ainda mais as preocupações para 2022

Logotipo Notícias Agrícolas

Depois de sentir os impactos da seca prolongada e das geadas, o produtor de café tipo arábica registrou, na tarde deste sábado (25), forte de queda de granizo nas áreas de produção. Segundo os primeiros relatos, a chuva veio com muita intensidade e pode aumentar ainda mais os problemas para a safra de 2022.

Na última sexta-feira (24), em entrevista ao Notícias Agrícolas, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), já havia alertado para o risco de granizo em boa parte do Brasil Central. As previsões também indicam o retorno efetivo da estação chuvosa para os próximos dias, atingindo boa parte da área de produção, mas como consequência das temperaturas elevadas das últimas semanas e ainda quebrando a intensa massa de ar seco, queda de granizo, vendavais e chuvas em forma de pancadas não estão descartados. 

 

Segundo o produtor de café, Breno Corrêa Peres Neto, em Carmo do Rio Claro/MG, a chuva chegou com intensidade, atingindo lavouras que já haviam sido castigadas pelas geadas do dia 20 de julho. "A extensão ainda não sabe se muito, mas pegou bem forte. Tem uma lavoura de 60 e poucos hectares que foi atingida, já tinha passado pela geada e agora foi atingida pela chuva da pedra. Ainda não se sabe a extensão, mas pelo visto passou em vários lugares", comenta ao Notícias Agrícolas. 

 


Já para o produtor Maxwell Wesley de Morais, com propriedade entre as cidades de São Gotardo e Santa Rosa, o cenário era um pouco mais confortável, já que a área não foi castigada pela geada, mas a intensa chuva desta tarde aumentou a preocupação para o ano que vem. "A lavoura estava bonita, bem nutrida. O prejuízo não se sabe, precisa esperar uns dois ou três dias para entender, mas acredito que o prejuízo foi grande, teve muita pedra", comenta. 

De acordo com Maxwell, a chuva em si durou em torno de 2h, e a queda de granizo durou cerca de 30 minutos. "Estava todo mundo esperando essa chuva, mas ninguém queria que viesse tão pesada. É díficil essas primeiras chuvas, a gente já sabia que seria uma chuva perigosa, mas ninguém imaginou que fosse ter tanto prejuízo. E não foi só aqui não, tem muitas áreas dentro da micro-região", acrescenta. 

Veja fotos enviadas por Maxwell, tiradas na região de São Gotardo: 


 WhatsApp Image 2021-09-25 at 18.36.59WhatsApp Image 2021-09-25 at 18.53.12 (1)WhatsApp Image 2021-09-25 at 18.53.12SAO GOTARDO


 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário