Na contramão das outras commodities, café volta a operar com valorização nesta 3ª feira

Publicado em 30/11/2021 12:34 272 exibições
Apesar do temor com a ômicron, quebra na oferta global do grão volta a dar suporte de alta em Nova York

Logotipo Notícias Agrícolas

Após iniciar o dia com poucas variações, o mercado futuro do café arábica voltou a subir, recuperando parte das baixas registradas ontem na Bolsa de Nova York (ICE Future US). 

O setor cafeeiro, assim como o financeiro de modo geral, segue atento à nova variante da Covid-19, mas com que a quebra de safra do Brasil, os fundamentos seguem sólidos para valorização. As demais commodities agrícolas operam novamente com baixas nesta terça-feira (30). 

Por volta das 1229 (horário de Brasília), março/22 tinha alta de 275 pontos, valendo 233,65 cents/lbp, maio/22 tinha alta de 250 pontos, cotado a 234,80 cents/lbp, julho/22 tinha alta de 245 pontos, valendo 234,05 cents/lbp e setembro/22 tinha alta de 220 pontos, valendo 233,05 cents/lbp. 

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon também voltou a subir mais de 1% nesta terça-feira (30). Março/22 tinha alta de US$ 22 por tonelada, valendo US$ 2219, maio/22 tinha alta de US$ 30 por tonelada, cotado a US$ 2200, julho/22 tinha alta de US$ 30 por tonelada, valendo US$ 2199 e setembro/22 tinha alta de US$ 14 por tonelada, valendo US$ 2182. 

"Em nossa opinião, é preciso aguardar mais informações, mas os fundamentos do mercado permanecem sólidos. Mesmo que a população venha a sair menos, o frio deverá manter o consumo e a queda na produção mundial de café é séria", destaca a última análise do Escritório Carvalhaes. 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário