Produção de café na Colômbia registra queda de 22% em novembro; exportação recua 11%

Publicado em 07/12/2021 08:48 289 exibições
Preocupações com a oferta global de café ganham peso a cada dia e números da FNC podem dar novo suporte de alta em NY

Logotipo Notícias Agrícolas

A produção de café arábica na Colômbia registrou baixa de 22% no mês de novembro. Os números foram divulgados pela Federação Nacional dos Cafeicultores (FNC) e aumentam as preocupações com a oferta global do grão. Esse é o terceiro mês que a Colômbia registra queda. Em outubro a queda na produção no segundo maior produtor de café tipo arábica do mundo já foi registrada em 13%,  em agosto a baixa foi de 16%. 

De acordo com a FNC, a produção no mês passado foi de 1,1 milhão de sacas de 60 kg de café verde, ou seja, 22% a menos do que o observado no mesmo mês em 2020, quando a produção registrou 1,4 milhão de sacas."Até o momento, neste ano cafeeiro (outubro - novembro de 2021), a produção ultrapassou 2,1 milhões de sacas, 18% menos que os 2,6 milhões do mesmo período anterior", complementa. 

No ano corrente a produção também é inferior ao ano passado, com 11,2 milhões de sacas, o equivalente 8% a menos do que o registrado entre janeiro e novembro de 2020. E nos últimos 12 meses (dezembro de 2020 a novembro de 2021), a produção caiu 6%, para 12,9 milhões de sacas, ante 13,8 milhões no mesmo período anterior.

O mês de novembro já foi marcado por expressivas valorizações na Bolsa de Nova York (ICE Future US). As preocupações com a oferta brasileira aumentam a cada dia e os números da Colômbia podem dar novo suporte de alta para o mercado futuro que atingiu a nova máxima em dez anos no pregão da última segunda-feira, dia 6 de dezembro. 

Produção FNC - Novembro 2021
Fonte: FNC

Leia mais:

Exportações também recuam

Os números da FNC também chamam atenção para recuo nas exportações colombianas. No mês de novembro os embarques recuaram 11%, para 1,1 milhão de sacas de 60kg de café verde. No ano passado, os embarques foram de 1,3 milhão de sacas. 

No ano cafeeiro, outubro-novembro de 2021, o recuo já é de 9% em comparação com o mesmo período no período anterior, com 2,1 milhões de sacas, contra 2,3 milhões exportadas no ano passado. "No acumulado do ano (janeiro a novembro), as exportações seguem estáveis, em torno de 11,2 milhões de sacas. E nos últimos 12 meses (dezembro de 2020 a novembro de 2021), as exportações de cerca de 12,6 milhões de sacas também permaneceram as mesmas", finaliza o comunicado. 

Exportação FNC
Fonte: FNC

Comprando cada vez mais do Brasil, Colômbia prevê exportar 12,5 milhões de sacas em 2022

Roberto Vélez Vallejo, presidente da Federação Nacional dos Cafeicultores da Colômbia (FNC) atualizou, durante o 89º Congresso Nacional dos Cafeicultores, as projeções para a safra de 2022 no segundo maior produtor de café tipo arábica do mundo. As informações foram divulgadas pelo ABC ePaper da Colômbia.  De acordo com a FNC, a produção colombiana pode chegar a 13,5 milhões de sacas de café em 2022, com previsão de exportar cerca de 12,5 milhões de sacas de 60 quilos. 

Os números do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) até o mês de outubro mostram que cada vez mais a Colômbia compra café proveniente do Brasil. De acordo com o último relatório, no acumulado entre janeiro e outubro de 2021, Colômbia importou 945.694 sacas, apresentando alta de 56,7% em relação ao mesmo período no ano passado. Desse total, 885.179 mil sacas são do grão verde, utilizado para industrialização e consumo interno. 

 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário