Café: Com preocupação com produção da Colômbia e do Vietnã no radar, bolsas de NY e Londres têm alta

Publicado em 14/12/2021 16:54
No Brasil, setor está focado na fase de enchimento de grãos

Logotipo Notícias Agrícolas

O mercado futuro do café arábica encerrou o pregão desta terça-feira (14) com valorização técnica para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). Março/22 teve alta de 45 pontos, valendo 237,15 cents/lbp, maio/22 teve alta de 60 pontos, negociado por 237,10 cents/lbp, julho/22 registrou valorização de 55 pontos, valendo 236,50 cents/lbp  e setembro/22 teve alta de 60 pontos, cotado a 234,90 cents/lbp. 

O mercado de café volta a ter suporte na preocupação com a oferta global do grão. Roberto Vélez, presidente da Federação Nacional dos Cafeicultores (FNC) disse nesta terça-feira que a produção de café no país vizinho em 2022 pode recuar 7,1%, resposta ao excesso de chuva. 

"Além disso, o presidente da Associação do Café do Vietnã disse hoje que a produção de café do Vietnã em 2021/22 pode diminuir, já que o envelhecimento da população de cafeeiros está prejudicando a produtividade", acrescenta a análise do site internacional Barchart. 

Em relação ao Brasil, a preocupação também é com a condição climática. Apesar do retorno das chuvas, os volumes, segundo a Somar, na última semana voltou a ficar baixo da média esperada. O setor continua na torcida para que as condições climáticas continuem dentro do esperado para garantir bom desenvolvimento na fase de enchimento de grãos. 

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon também teve um dia de leves altas. Março/22 teve alta de US$ 10 por tonelada, valendo US$ 2297, maio/22 teve valorização de US$ 10 por tonelada, cotado a US$ 2259, julho/22 teve alta de US$ 11 por tonelada, valendo US$ 2246 e setembro/22 teve valorização de US$ 15 por tonelada, valendo US$ 2249. 

No Brasil, o dia foi de estabilidade nas principais praças de comercialização do país. 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve alta de 0,34% em Poços de Caldas/MG, negociado por R$ 1.460,00, Varginha/MG teve alta de 1,32%, negociado por R$ 1.530,00 e Franca/SP teve alta de 0,67%, valendo R$ 1.500,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 1.476,00, Patrocínio/MG por R$ 1.485,00, Araguarí/MG por R$ 1.460,00 e Campos Gerais/MG por R$ 1.468,00. 

O tipo cereja descascado teve alta de 0,32% em Poços de Caldas/MG, negociado por R$ 1.550,00. Guaxupé/MG manteve a estabilidade por R$ 1.568,00, Patrocínio/MG por R$ 1.525,00, Varginha/MG por R$ 1.600,00 e Campos Gerais/MG manteve por R$ 1.528,00. 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário