Café tem baixas na maior parte do pregão, mas encerra com estabilidade em Nova York

Publicado em 06/01/2022 17:06 e atualizado em 06/01/2022 17:49 234 exibições

Logotipo Notícias Agrícolas

O mercado futuro do café arábica, depois de passar a maior parte do pregão com desvalorização, encerrou mais uma sessão com estabilidade para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). + Café: Com preços tendo suporte na quebra do Brasil, Colômbia espera aproveitar alta para avançar no mercado em 2022

Março/22 teve queda de 5 pontos, negociado por 231,70 cents/lbp, maio/22 teve alta de 5 pontos, valendo 231,85 cents/lbp, julho/22 registrou valorização de 20 pontos, valendo 231,55 cents/lbp e setembro/22 teve alta de 35 pontos, cotado por 231,20 cents/lbp. 

As cotações de café arábica seguem suporte na redução na oferta global do grão, sobretudo nesse momento de espera para saber o real impacto na produção brasileira de café. A fase de enchimento de grãos está contando com clima dentro do esperado, com boas chuvas, mas o produtor ainda se preocupa se a chuva continuará nos próximos meses. 

"Os preços do café arábica estão recebendo suporte das expectativas de oferta global mais baixa devido ao clima desfavorável e interrupções na cadeia de abastecimento. A seca e os eventos recentes de geadas devastaram a safra de café do Brasil este ano e reduziram o potencial de crescimento da safra de café do país nos próximos dois anos", destacou a análise do site internacional Barchart. 

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon teve um dia de baixas. Março/22 teve queda de US$ 14 por tonelada, valendo US$ 2307, maio/22 teve desvalorização de US$ 15 por tonelada, cotado a US$ 2255, julho/22 teve baixa de US$ 14 por tonelada, valendo US$ 2242 e setembro/22 teve queda de US$ 14 por tonelada, negociado por US$ 2238. 

No Brasil, o dia foi marcado por estabilidade nas principais praças de comercialização do país. 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve queda de 0,70% em Poços de Caldas/MG, negociado por R$ 1.420,00, Araguarí/MG teve queda de 0,68%, valendo R$ 1.470,00. Guaxupé/MG teve alta de 0,68%, negociado por R$ 1.470,00. 

O tipo cereja descascado teve alta de 0,65% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.560,00, Poços de Caldas/MG teve baixa de 0,66%, valendo R$ 1.510,00. Patrocínio/MG manteve a estabilidade por R$ 1.540,00, Varginha/MG por R$ 1.550,00 e Campos Gerais/MG manteve por R$ 1.533,00. 

>>> Veja mais cotações aqui

 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário