Com reporte de redução nos embarques pelo Brasil e pela OIC, café arábica avança mais de 6% na semana

Publicado em 07/01/2022 17:25 1063 exibições
Preocupação com oferta global do grão mantém a projeção de alta nos preços no médio prazo

Logotipo Notícias Agrícolas

O mercado futuro do café arábica encerrou a semana com valorização para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US), confirmando a tendência de alta apontada anteriormente pelos analistas. 

Março/22 teve alta de 675 pontos, negociado por 238,45 cents/lbp, maio/22 teve valorização de 645 pontos, negociado por 238,30 cents/lbp, julho/22 teve alta de 635 pontos, valendo 237,90 cents/lbp e setembro/22 registrou valorização de 625 pontos, valendo 237,45 cents/lbp. 

A primeira semana do café foi de expressiva valorização para o café, o contrato referência avançou 6,78% no acumulado semanal. Os preços subiram para uma alta de 3 semanas. As preocupações com a oferta global mais restrita alimentaram a compra de futuros de café nesta sexta. 

Além disso, o mercado ganha novo suporte com os dados divulgados pela Organização Internacional do Café (OIC) na última quinta-feira, apontando redução de 12,4% nas exportações globais de café para 9,246 milhões de sacas. Na segunda-feira, no Brasil a Secex divulgou recuo de 17,2% no volume embarcado em dezembro. 

Em Londres, o café tipo conilon também subiu neste pregão. Março/22 teve alta de US$ 9 por tonelada, valendo US$ 2316, maio/22 registrou valorização de US$ 11 por tonelada, cotado a US$ 2266, julho/22 teve alta de US$ 11 por tonelada, valendo US$ 2253 e setembro/22 registrou avanço de US$ 10 por tonelada, valendo US$ 2248. 

Leia mais:


No Brasil, o mercado físico acompanhou e também encerrou com valorização nas principais praças de comercialização do país. 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve alta de 2,72% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.510,00, Poços de Caldas/MG teve alta de 1,41%, cotado por R$ 1.440,00, Patrocínio/MG teve valorização de 1,68%, valendo R$ 1.510,00, Araguarí/MG registrou alta de 2,04%, negociado por R$ 1.500,00, Varginha/MG teve alta de 2%, valendo R$ 1.530,00, Campos Gerais/MG teve valorização de 2,72%, cotado por R$ 1.513,00 e Franca/SP registrou avanço de 3,36%, valendo R$ 1.540,00. 

O tipo cereja descascado teve alta de 2,56% em Guaxupé/MG, negociado por R$ 1.600,00, Poços de Caldas/MG teve alta de 1,32%, valendo R$ 1.530,00, Patrocínio/MG teve alta de 1,63%, valendo R$ 1.560,00,  Varginha/MG teve valorização de 1,94%, negociado por R$ 1.580,00 e Campos Gerais/MG teve alta de 2,61%, valendo R$ 1.573,00. 

 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário