Café estende ganhos e avança 2% em Nova York e quase 1% na Bolsa de Londres

Publicado em 01/02/2022 13:12 e atualizado em 01/02/2022 13:48

Logotipo Notícias Agrícolas

O mercado futuro do café arábica segue operando com valorização para os principais contratos no pregão desta terça-feira (1) na Bolsa de Nova York (ICE Future US). Os contratos recuperam com as altas de hoje, a desvalorização registrada no pregão anterior. "Os fundamentos permanecem os mesmos, mas as boas chuvas deste verão sobre os cafezais brasileiros, dão aos operadores a esperança de uma boa safra em 2023. Enquanto isso, todos os números que são divulgados atualmente apontam para escassez e dificuldades no fornecimento de café verde", destacou a última análise do Escritório Carvalhaes. 

Por volta das 13h09 (horário de Brasília), março/22 tinha alta de 510 pontos, negociado por 240,20 cents/lbp, maio/22 tinha alta de 525 pontos, cotado por 240,75 cents/lbp, julho tinha alta de 540 pontos, valendo 240 cents/lbp e setembro/22 tinha alta de 505 pontos, valendo 238,65 cents/lbp. 

Em Londres, o café tipo conilon também segue operando com valorização. Março/22 tinha alta de US$ 19 por tonelada, valendo US$ 2194, maio/22 tinha alta de US$ 19 por tonelada, valendo US$ 2191, setembro/22 tinha alta de US$ 18 por tonelada, valendo US$ 2178 e novembro/22 tinha alta de US$ 8 por tonelada, valendo US$ 2168. 

Também neste horário, o dólar registrava queda de 0,51% e era negociado por R$ 5,28 na venda. O dólar em queda tende a dar suporte de valorização para o café nas bolsas. "O dólar era negociado em queda frente ao real nesta terça-feira, dando sequência às fortes perdas registradas nas últimas três sessões conforme o Banco Central dá início a sua reunião de política monetária de dois dias", destacou a agência de notícias Reuters. 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário