Café escapa da geada desta madrugada e cotações caem mais de 4% em Nova York

Publicado em 18/05/2022 12:16
No Brasil, no entanto, condição continua sendo de alerta de acordo com meteorologistas

Logotipo Notícias Agrícolas

Sem registro de geada em áreas produtoras do Brasil, o mercado futuro do café arábica voltou a cair de forma expressiva no pregão desta quarta-feira (18) na Bolsa de Nova York (ICE Future US). Por volta das 12h05 (horário de Brasília), os contratos recuavam 4,38% no exterior.

No Brasil, no entanto, as preocupações com as áreas cafeeiras continuam no radar do mercado, já que a onda de frio continua derrubando as temperaturas. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a próxima madrugada ainda será marcada por mínimas bem baixas, mantendo o risco para geadas. Com relação à desvalorização, ela já era esperada por analistas já que a alta foi expressiva no curto prazo. 

Julho/22 tinha queda de 1025 pontos, negociado por 216,90 cents/lbp, setembro/22 tinha desvalorização de 1005 pontos, valendo 217,20 cents/lbp, dezembro/22 tinha baixa de 1075 pontos, cotado por 216,15 cents/lbp e março/23 tinha baixa de 1035 pontos, valendo 215,60 cents/lbp. 

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon também opera com desvalorização. Julho/22 tinha queda de US$ 53 por tonelada, valendo US$ 2051, setembro/22 tinha baixa de US$ 51 por tonelada, cotado por US$ 2054, novembro/22 tinha desvalorização de US$ 45 por tonelada, valendo US$ 2054 e janeiro/23 tinha queda de US$ 45 por tonelada, negociado por US$ 2051. 
 

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário