Exportadores do agro debatem plano de contingência com ANTAQ para sanar problemas logísticos

Publicado em 18/05/2022 16:22
Cecafé expôs cenário desafiador nos embarques, com falta de contêineres e espaços nas embarcações, que resultam dos gargalos logísticos globais

O Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) e as demais entidades que compõem o Instituto Pensar Agro (IPA) se reuniram, na manhã de hoje, 18 de maio, com a diretora da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), Flávia Takafashi, e a equipe técnico-regulatória da entidade para debater os problemas logísticos que ocorrem nas exportações do agronegócio.

Representada pelo diretor Técnico Eduardo Heron, a direção executiva do Cecafé fez uma breve introdução sobre o cenário desafiador nos embarques do agro, com a menor disponibilidade de contêineres e a falta de espaços nas embarcações, que resultam dos gargalos logísticos globais.

A Indústria Brasileira de Árvores (IBÁ), a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e a Associação Brasileira de Frigoríficos (ABRAFRIGO) também apresentaram seus posicionamentos a respeito dos impactos logísticos em seus setores e os prejuízos causados com a adição de cobranças nos processos.

Após as explanações do setor privado, a ANTAQ, através do gerente de Regulação da Navegação, Sérgio Augusto Nogueira de Oliveira, do gerente de Fiscalização da Navegação, Fábio Queiroz Fonseca, e do gerente de Afretamento da Navegação, Augusto Berton Vedan, manifestou a importância de os usuários de carga quantificarem os impactos em seus setores e apresentá-los à Agência, assim como as causas dos problemas, para que o órgão possa avaliar, “com profundidade”, as formas de atuação para sanar os impasses.

“Como encaminhamento dessa reunião, as entidades do agro assumiram o compromisso de enviar a relação dos problemas enfrentados pelos setores à ANTAQ, assim como indicar suas prioridades para análise e providências da Agência Reguladora, que serão apresentadas futuramente aos membros do IPA, com o objetivo de estruturar um plano de contingência e mitigar os problemas logísticos enfrentados pelo país”, conclui Heron.

Tags:
Fonte:
Cecafé

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário