Café: Nova York e Londres mantém monitoramento no clima, mas cotações recuam nesta manhã

Publicado em 19/05/2022 08:35
Julho/22 tinha queda de 220 pontos, negociado por 215,40 cents/lbp

Logotipo Notícias Agrícolas

O mercado futuro do café arábica abriu as negociações desta quinta-feira (19) com desvalorizçaão para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). O setor cafeeiro segue acompanhando a atuação de uma massa de ar frio no Brasil, que ainda traz preocupação em relação aos riscos de geada nas áreas cafeeiras do Brasil. 

"Repetimos que esse episódio, possibilidade concreta de geadas ainda no mês de maio em nossas principais regiões cafeeiras, serve para “acordar” os operadores, que não vêm dando a devida atenção para a delicada situação dos fundamentos do mercado de café", destacou a análise do Escritório Carvalhaes. 

Por volta das 8h29 (horário de Brasília), julho/22 tinha queda de 220 pontos, negociado por 215,40 cents/lbp, setembro/22 tinha queda de 230 pontos, cotado por 215,40 cents/lbp, dezembro/22 tinha desvalorização de 245 pontos, valendo 215 cents/lbp e março/23 tinha baixa de 260 pontos, cotado por 214,05 cents/lbp. 

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon também abriu operando no negativo. Julho/22 tinha queda de US$ 17 por tonelada, valendo US$ 2046, setembro/22 tinha desvalorização de US$ 18 por tonelada, valendo US$ 2048, novembro/22 tinha queda de US$ 18 por tonelada, cotado por US$ 2045 e janeiro/23 tinha baixa de US$ 17 por tonelada, negociado por US$ 2043. 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário