Café tem suporte em tempo no Brasil e encerra com 1,59% em Nova York

Publicado em 25/05/2022 16:48
Conilon e mercado físico acompanharam dia de valorização

Logotipo Notícias Agrícolas

O mercado futuro do café arábica encerrou as negociações desta quarta-feira (25) com valorização para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). 

Julho/22 teve alta de 340 pontos, negociado por 217,05 cents/lbp, setembro/22 teve valorização de 335 pontos, cotado por 217,30 cents/lbp, dezembro/22 registrou valorização de 320 pontos, cotado por 217 cents/lbp e março/23 teve alta de 290 pontos, valendo 215,90 cents/lbp. 

As condições climáticas no Brasil voltaram a dar suporte de valorização neste pregão e sem previsão de chuvas significativas em áreas produtoras nas próximas semanas, as cotações avançaram 1,59%. "Depois que a Somar Meteorologia previu uma chance limitada de precipitação nas regiões produtoras de café do Brasil na próxima semana. A Somar Meteorologia já informou na segunda-feira que Minas Gerais recebeu 11,5 mm de chuva na última semana, ou 52% da média histórica", destacou a análise do site internacional Barchart. 

No Brasil, os produtores além de evoluir com a colheita, também monitoram as condições das lavouras após o frio intenso da semana passada. Especialistas afirmam que o frio pode impactar a qualidade da bebida.   + Professor Donizeti Alves: Frio da semana passada prejudica a qualidade dos frutos de café e acende outro alerta na safra 22

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon também teve um dia de valorização. Julho/22 teve alta de US$ 45 por tonelada, negociado por US$ 2088, setembro/22 teve alta de US$ 43 por tonelada, cotado por US$ 2088, novembro/22 teve valorização de US$ 31 por tonelada, negociado por US$ 2071 e janeiro/23 teve valorização de US$ 21 por tonelada, valendo US$ 2054. 

No mercado interno, o dia foi marcado por valorização em alguma das principais praças de comercialização do país. 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve alta de 1,64% em Poços de Caldas/MG, negociado por R$ 1.240,00, Varginha/MG teve valorização de 1,21%, negociado por R$ 1.255,00, Campos Gerais/MG registrou alta de 2,04%, valendo R$ 1.250,00 e Franca/SP teve alta de 1,67%, valendo R$ 1.220,00. 

O tipo cereja descascado teve alta de 1,50% em Poços de Caldas/MG, negociado por R$ 1.350,00, Varginha/MG teve alta de 1,15%, cotado por R$ 1.315,00 e Campos Gerais/MG registrou valorização de 1,95%, negociado por R$ 1.310,00. Guaxupé/MG manteve a negociação por R$ 1.285,00. 

>> Veja mais cotações aqui

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário