INTERNACIONAL: Tempestade na Guatemala reflete nos preços do café, que avançam

Publicado em 01/06/2010 15:40 371 exibições
O mercado futuro do café sentiu o reflexo da tempestade tropical Agatha que atingiu a Guatemala no último final de semana e as cotações trabalham em alta. A Guatemala é o principal produtor de café da América Central. 

A tempestade atingiu outros países do continente e deslizamentos de terra e enchentes já deixaram muitas pessoas mortas, feridas e desaparecidas. Pontes caíram e bloquearam o acesso de alguns cafeicultores no oeste da Guatemala, disse Lucrecia Rodriguez, representante do grupo Anacafé.

Por conta da comunicação precária com que a capital guatemalteca conta no momento, ainda não é possível precisar o nível do prejuízo que a nação enfrenta em suas áreas rurais, principalmente nos cafezais. A única certeza que os produtores têm é de que a alta umidade pode causar um fungo nas plantas.

Com informações da Bloomberg
Tradução: Carla Mendes

Tags:
Fonte:
Redação NA

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

1 comentário

  • amarildo josé sartóri vargem alta - ES

    Amigo João Batista, nós cafeicultores e agricultores em geral, lamentamos o sofrimento que o povo da Guatemala está passando, reflexo das tempestades que assolam aquele país. Nossa solidariedade é por reconhecer que a dura arte de cultivar a terra é igual em qualquer parte deste planeta. Lá, o excesso de água, enxurradas, deslizamentos e suas consequências, estão destruindo as plantações e corroendo a renda daqueles bravos lutadores. Aqui, além dos fatores climáticos, a falta de uma política verdadeira em defesa do produtor, a especulação e o oportunismo, há muito vem soterrando nossos cafezais, arrastando para baixo a rentabilidade que poderíamos ter e sustentar nossa atividade.

    Amarildo Sartóri

    Vargem Alta-ES

    0