Sul de Minas é propensa à mecanização dos cafezais

Publicado em 24/05/2011 14:54 327 exibições
Uma pesquisa realizada nas lavouras de café do sul de Minas apontou resultados que surpreenderam até os pesquisadores. Ao contrário do que muita gente pensa, a região é propensa ao uso da mecanização nos cafezais. A pesquisa mapeou 138 municípios utilizando imagens do Impe e da Nasa. A conclusão foi que, dos 500 mil hectares da região, 81% podem ser mecanizados.

Três anos atrás, em 2008, os produtores de café do sul de minas enfrentaram crise com falta de mão de obra. Na época não havia equipamentos suficiente para atender as lavouras e acredita-se que a topografia da região impedia a entrada das máquinas na lavoura. Foi com ajuda dos pesquisadores da Universidade Federal de Lavras que os produtores chegaram à conclusão de que era possível mecanizar a lavoura.

O cafeicultor Carlos Alberto de Carvalho, por exemplo, começou a adquirir os equipamentos há seis anos e passou a economizar 20% por mês do total de vendas da colheita: "quando fiz o trabalho com a universidade vi que era viável e se autopagava. antes gastava R$ 100 mil com mão de obra e R$ 80 mil com a prestação da máquina", afirmou.

Um produtor que pretende colher 400 sacas, por exemplo, precisa contratar 40 trabalhadores. O declive sem a mecanização, com colheita apenas manual, pode chegar a 40%.

Apesar desse número, a quantidade de sacas produzidas anualmente ainda são de grande valia. Os Pesquisadores comprovaram que, mesmo com 20% da colheita ainda em defasagem de equipamentos, o sul de minas continuará sendo um grande produtor de café do Brasil.

Tags:
Fonte:
EPTV

0 comentário