Produtores de café tiveram aumento de rentabilidade

Publicado em 04/07/2011 07:59 396 exibições
Vendas em alta e aumento da rentabilidade ao produtor. Assim resume o setor do café no primeiro semestre deste ano a analista de Mercado do CaféPoint, Natália Fernandes. Os estoques baixos e as ofertas restritas mantiveram os preços elevados.

No último dia 30 de junho a saca de 60 quilos do café arábica, o mais produzido no País, fechou a R$ 501,58, 61,88% acima dos R$ 309,84 registrados no mesmo período de 2010, e 21,45% maior que os R$ 412,99 do início de janeiro deste ano.

A analista lembra que "após quedas acumuladas no mês de maio e parte do mês de junho, as cotações do arábica voltaram a subir nos mercados futuros em função do frio intenso no Brasil, que é visto como fator altista em função da possibilidade de prejuízos às lavouras de café afetadas pela geada e até chuvas". "A geada registrada no final de junho em algumas partes dos Estados de São Paulo e Paraná, não prejudicou o café ainda, mas já mexeu com o mercado, que também levou em conta as projeções de um inverno mais intenso este ano", disse Natália. "Tanto que nos quatro últimos dias de junho as cotações encerram em alta".

Por estarmos em uma safra baixa, Natália acredita que a oferta deve se manter restrita e os estoques baixos no segundo semestre. Na opinião da analista, o quadro mostra que os preços devem se manter elevados, na faixa dos R$ 500 a saca de 60 quilos. "Mesmo que a safra se desenvolva bem e não seja prejudicada pelo frio, vamos ter um período altista", garante.

Tags:
Fonte:
DCI

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário