Exportação tem melhor agosto dos últimos cinco anos em receita

Publicado em 08/09/2011 18:27 234 exibições
Houve um crescimento de 61,6 % se comparada a do mesmo período de 2010. O resultado chegou a US$ 777,529 milhões, enquanto que, em agosto de 2010 foi apontada uma receita de US$ 481,104 milhões. Os dados são do Balanço das Exportações divulgado hoje pelo CeCafé (Conselho dos Exportadores de Café do Brasil).
 
O relatório também mostra que o volume exportado (2.867.513 sacas entre verde, torrado & moído e solúvel) em agosto deste ano foi o maior para o mês desde 1990 e é 1,9% superior em relação a agosto de 2010, quando foram exportadas 2.813.475 sacas.
 
O diretor geral do CeCafé, Guilherme Braga, destaca que “ apesar de uma ligeira redução no volume de café verde exportado, os preços médios se mantêm crescentes e a receita acumulada no período de janeiro a agosto de 2011 é 71% mais elevada se comparada ao mesmo período de 2010.
 
Considerando o período de janeiro a agosto de 2011, também é importante ressaltar a alta de 173% no volume exportado de conillon em relação aos mesmos oito meses de 2010 .” A receita com as exportações de café do início da safra 2011/2012 (julho e agosto de 2011) é 50 % superior a registrada nos mesmos meses de 2010 e atingiu US$ 1,316 bilhões, com o embarque de 4.928.954 sacas.
 
De acordo com o Balanço das Exportações, do café exportado em agosto de 2011, 79 % foi da qualidade arábica, 11% de robusta e 10% de solúvel. Os dados do relatório apontam ainda que de janeiro a agosto de 2011 os maiores mercados importadores de café do Brasil foram: Europa, com 54% do total, seguida pela América do Norte, com 24%; Ásia, com 17% e América do Sul, com 3%.
 
Entre os países importadores, os Estados Unidos seguem na liderança com a importação de 21% do total (4.392.697 sacas). Na seqüência está a Alemanha, com 19% (4.079.409 sacas importadas); Itália, com 8% (1.791.246 sacas), e Bélgica, com 8% (1.610.525 sacas). Em quinto lugar segue o Japão, com 7% do total (1.588.551 sacas).
 
De janeiro a agosto, os embarques aconteceram principalmente pelo porto de Santos, que escoou 76,7% do total exportado (16.338.218 sacas) pelo porto de Vitória, de onde saiu 15,4% do total (3.288.018 sacas) e pelo porto do Rio de Janeiro, que embarcou 5,7% do total (1.214.833 sacas).
Tags:
Fonte:
CNC

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário