Chuvas no Brasil e mercado financeiro derrubam mercado do café em NY

Publicado em 17/10/2011 15:09 e atualizado em 17/10/2011 15:45 469 exibições
O mercado do café despencou em Nova York nesta segunda-feira. Os futuros da commodity iniciaram a semana com fortes perdas e por volta das 15h35 (horário de Brasília), os principais vencimentos tinham baixas de mais de 750 pontos de baixa.

Um dos fatores de pressão para os preços hoje são as chuvas que chegaram a importantes regiões produtoras no Brasil durante o final de semana. Essas precipitações são cruciais para a abertura da florada, que é a etapa da maturação da planta em que o status da safra pode, geralmente, ser medido. Segundo informações da agência Safras, as chuvas foram boas o bastante para abrir uma florada satisfatória.

Porém, não foram só os fatores climáticos que pressionaram os preços na sessão de hoje. As incertezas muito latentes no mercado financeiro em função da crise na Zona do Euro também influenciaram negativamente o mercado, uma vez que amplia a aversão ao risco por parte dos investidores.

Com isso, muitos traders acabaram realizando lucros e liquidando suas posições nesta segunda-feira. A valorização do dólar também foi um fator de baixa para o café arábica negociado em Nova York.

De acordo com o analista Eduardo Carvalhaes, do Escritório Carvalhaes, as cotações acompanham a volatilidade do mercado financeiro com as incertezas financeiras na Europa e devolvem, portanto, os ganhos no meio-pregão de Nova York. Muitos agentes de mercado invertem hoje suas posições diante da aversão ao risco.

Veja a entrevista de Eduardo Carvalhaes, no programa Mercado & Cia, clicando no link abaixo:

>> Eduardo Carvalhaes - Escritório Carvalhaes

Confira como ficaram as cotações no fechamento da Bolsa de NY:

>> CAFÉ

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário