Bolsas de café têm semana de voltalidade diante da crise econômica na Europa

Publicado em 04/11/2011 16:31 e atualizado em 04/11/2011 17:08 649 exibições
As bolsas de café trabalharam novamente com muita oscilação acompanhando os mercados ao redor do mundo, em meio a mais uma tormenta, causada pelas declarações do primeiro ministro grego no último final de semana. O anúncio da convocação do referendo na Grécia, logo após a Europa ter acertado na sexta-feira, dia 28, pacote de 130 bilhões de euros para o país, colocou os mercados em pânico no início desta semana e exigiu uma rápida e dura intervenção dos principais líderes europeus. Os contratos de café com vencimento em dezembro próximo na ICE Futures US fecharam a segunda-feira com baixa de 820 pontos.

A pressão e ameaças das autoridades européias levaram o líder grego a rever sua posição antes do início do encontro do G-20, em Cannes, na França, e os mercados foram se acalmando ao longo da semana. Com a ajuda dos fundamentos, a partir da quarta-feira os contratos de café em Nova Iorque voltaram a operar em alta.

No mercado físico brasileiro as cotações em reais cederam um pouco, mas quase que nominalmente. Continua grande a resistência dos cafeicultores, sendo praticamente impossível encontrar vendedores para café arábica de boa qualidade abaixo dos quinhentos reais por saca. O resultado é que os diferenciais do café brasileiro contra a bolsa de Nova Iorque estão positivos há um bom tempo, continuam subindo, e já ultrapassaram os de tradicionais concorrentes da América Central.

É cedo para uma análise mais profunda sobre a situação, mas podemos estar assistindo uma reacomodação nos diferenciais do mercado de café arábica de qualidade. O grande avanço na qualidade dos arábicas brasileiros, aliado à reconhecida capacidade logística e confiabilidade dos exportadores brasileiros, podem ter iniciado uma mudança no status de nossos arábicas, que a partir de março de 2013 começarão a ser aceitos na ICE Futures US, principal termômetro do mercado mundial de café de qualidade.

Na próxima quarta-feira, dia 9, no Museu do Café, em Santos, será realizada a cerimônia de premiação do 10º Concurso Estadual de Qualidade do Café de São Paulo.

Até o dia 31, os embarques de outubro estavam em 2.521.205 sacas de café arábica, 229.064 sacas de café conillon, somando 2.750.269 sacas de café verde, mais 186.203 sacas de solúvel, contra 2.862.209 sacas no mesmo dia de setembro Até o dia 31, os pedidos de emissão de certificados de origem para embarque em outubro totalizavam 3.194.841 sacas, contra 2.934.733 sacas no mesmo dia do mês anterior.

A bolsa de Nova Iorque – ICE, do fechamento do dia 28, sexta-feira, até o fechamento de hoje, sexta-feira, dia 4, caiu nos contratos para entrega em dezembro próximo, 495 pontos ou US$ 6,54 (R$ 11,72) por saca. Em reais por saca, as cotações para entrega em dezembro próximo na ICE fecharam no dia 28 a R$ 521,95/saca e hoje, dia 4, a R$ 529,54/saca. Hoje, sexta-feira, nos contratos para entrega em dezembro, a bolsa de Nova Iorque fechou com alta de 340 pontos.

Tags:
Fonte:
Escritório Carvalhaes

0 comentário