China retira embargo à carne bovina do Brasil

Publicado em 17/07/2014 16:38 e atualizado em 17/07/2014 18:46 951 exibições

O mercado chinês está de volta à agenda de exportações da carne bovina brasileira. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (17) pela presidenta Dilma Rousseff durante a visita oficial do presidente da República Popular da China, Xi Jinnping. Com isso, o Brasil retoma uma comercialização que era crescente com aquele país até 2012, ano em que as negociações foram interrompidas e que giravam em torno de US$ 37,7 milhões.

Para o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Neri Geller, a reabertura deste importante mercado fortalece ainda mais a posição do Brasil como um dos principais fornecedores mundiais de carne bovina. "É um reconhecimento à qualidade da nossa produção e robustez do nosso sistema de vigilância sanitária animal", declarou.

Além da carne bovina, outros acordos também foram fechados entre os dois países. Dentre eles estão o comprometimento da China em agilizar a normalização da importação de pet food brasileiro – embargado em 2013 - e alteração do protocolo para exportação de tabaco para o país, a fim de incluir as exportações dos estados de Santa Catarina e Paraná.

Por outro lado, o Brasil comprometeu-se a atribuir atenção especial ao processo de habilitação de novos estabelecimentos para importação de pescados e de tripas e também a revisar seus requisitos para importação de envoltórios naturais de caprinos e ovinos para garantir a normalidade das exportações chinesas deste produto ao Brasil.

Saiba mais
O embargo da carne bovina brasileira pela China aconteceu após notificação do caso de Encefalopatia espongiforme bovina (BSE) no estado do Paraná em dezembro de 2012. Após negociações, o Brasil recebeu missão técnica chinesa em maio de 2014.

 

China retira embargo às exportações de carne bovina brasileira

Após encontro bilateral com o presidente da China, Xi Jinping, a presidente Dilma Rousseff ouviu do chinês nesta quinta-feira (17) que o país retirou o embargo às exportações de carne bovina brasileira.De janeiro a junho deste ano, o país não comprou uma tonelada sequer do produto nacional. No ano passado, o comércio de carne bovina entre os dois países gerou US$ 905 mil ao Brasil , com a venda de 188 toneladas do produto. Em 2012, foram embarcadas 16,48 mil toneladas para o país asiático a arrecadados US$ 72,3 milhões. Os dados são da Associação Brasileira da Indústria Exportadoras de Carne (Abiec).

A decisão, cercada de expectativa pelo setor, foi um dos pontos altos do encontro entre os dois chefes de Estado, na manhã desta quinta no Palácio do Planalto. Após mais de uma hora e meia de conversas, Dilma enumerou a série de acordos firmados com a China e destacou a participação chinesa nos maiores projetos de infraestrutura do país.

O encontro, pautado pelo interesse brasileiro em "vender" à China propostas de participação na construção e concessão de ferrovias e rodovias, além do setor elétrico, culminou na assinatura de 32 de 54 atos de cooperação entre os dois países. "Apresentei ao presidente Xi as oportunidades que se abrem nos setores ferroviário, portuário, aeroviário e rodoviário. Aqui as indústrias chinesas encontrarão segurança jurídica e marco regulatório estável e serão muito bem vindos", disse Dilma.

Leia a notícia na íntegra no site EcoFinanças.

Tags:
Fonte:
Mapa + EcoFinanças

0 comentário