Exportações de carnes crescem 10% em janeiro

Publicado em 10/02/2010 08:01 541 exibições
O setor produtivo de carnes liderou as vendas internacionais do agronegócio em janeiro. As exportações renderam US$ 868,4 milhões, 10,7% a mais que o registrado no primeiro mês de 2009. A carne bovina in natura foi a maior responsável pelo desempenho positivo, com crescimento de 43,1% no valor embarcado (US$ 318 milhões) e de 18,4% no volume exportado.
           Na balança comercial de janeiro, complexo sucroalcooleiro (açúcar e etanol) e o café também foram destaques. As vendas externas de açúcar permanecem em alta levando ao aumento de 28,3% nos valores exportados do complexo sucroalcooleiro, em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando US$ 845,6 milhões. Somente o açúcar respondeu por crescimento de 34,3% no volume exportado. Comparando o primeiro mês de 2010 com 2009, os embarques de café subiram 13,8%, atingindo US$ 358,9 milhões.
          Em janeiro, as exportações totais do agronegócio somaram mais de US$ 4 bilhões, um recuo de 1,8% em relação a igual período de 2009. O resultado deve-se à queda nas vendas externas do complexo soja (grão, farelo e óleo). As quantidades embarcadas caíram 55,3% e o valor teve redução de 50,5%. “Normalmente, as exportações de soja sofrem queda em janeiro, quando ainda não foi colhida a nova safra. Neste ano, essa redução foi mais expressiva por causa da antecipação das vendas externas do produto que foi recorde no ano passado”, explica o secretário de Relações Internacionais do Agronegócio do Ministério da Agricultura, Célio Porto.
         Destinos - Os embarques para a Índia subiram 148,8% no período. O resultado ainda é reflexo da alta nas vendas de açúcar para o país asiático. Também marcou o crescimento expressivo para o Irã (70%), Emirados Árabes (50%) e Argélia (49%). Os principais itens responsáveis por esse desempenho nos três países foram carne bovina, açúcar, café e cereais. (Laila Muniz)
Tags:
Fonte:
Mapa

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário