Em uma década, comércio internacional de carnes cresceu 55%

Publicado em 18/06/2010 09:07 357 exibições
Entre 1999 e 2009 o comércio internacional de carnes apresentou incremento de 55%, o que significou comercialização adicional de cerca de 8,6 milhões de toneladas de carnes.

Os dados são da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e mostram que o maior índice de expansão entre as três carnes foi registrado pela carne suína, cujo comércio internacional aumentou mais de 76%. Mas o grande destaque ficou mesmo com as carnes avícolas (preponderantemente, de frango), pois foram elas que abasteceram exatamente a metade do adicional registrado nesses 10 anos.

Detalhe que não pode ser ignorado é a participação do Brasil nesse processo. Em 1999 exportou pouco mais de 770 mil toneladas de carne de frango, volume que em uma década subiu para 3,634 milhões de toneladas – mais de 370% de aumento.

Com esse desempenho, o Brasil foi responsável por 33% do adicional registrado entre as três carnes e por 66% do adicional das carnes avícolas. Note-se, aliás, que o volume adicional de carne de frango exportado pela avicultura brasileira superou o adicional global de carne suína comercializada internacionalmente.

Tags:
Fonte:
AviSite

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário