Exportação de frango em Minas Gerais bate recorde

Publicado em 28/12/2010 17:11 290 exibições
Receita de janeiro a novembro alcança US$ 225,6 milhões

A receita da exportação mineira de carne de frango atingiu US$ 225,6 milhões, entre janeiro e novembro de 2010, valor 33,7% superior ao registrado em igual período de 2009. O volume exportado somou 148,5 mil toneladas, superior em 15,7% ao apurado nos primeiros onze meses de 2009. Os dados são do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e foram analisados pela Superintendência de Política e Economia Agrícola (Spea) da Secretaria da Agricultura de Minas Gerais.

De acordo com Márcia Aparecida de Paiva Silva, assessora técnica da Spea, o valor das vendas de janeiro a novembro de 2010 foi quase 15% superior ao apurado em 2008 (US$ 196,6 milhões), recorde desde 2001.

– O aumento da receita superior ao crescimento do volume embarcado explica o incremento no valor médio do produto exportado. Nos primeiros onze meses de 2010, o valor médio da carne de frango no mercado internacional alcançou US$ 1.519,83 a tonelada, superando em 15,6% a cotação no mesmo período de 2009 – afirmou Paiva Silva.

Apenas em novembro de 2010, as vendas do produto chegaram a quase US$ 30,0 milhões, crescimento de 26,1% ante o valor registrado em outubro. A receita gerada pelas exportações de carne de frango foi a maior de todo o grupo de carnes (US$ 61,6 milhões) superando as vendas da carne bovina, tradicionalmente principal produto exportado pelo segmento.

Vendas para o Kwait

O crescimento das vendas de frango por Minas Gerais, em novembro de 2010 foi de 85,1%, na comparação com os negócios de novembro de 2009. Entre os meses de novembro de 2009 e 2010 foi surpreendente o aumento das compras do Kuwait, que mais que triplicaram e atingiram cerca de US$ 8,0 milhões, ou 26,6% das vendas mineiras do produto no décimo primeiro mês de 2010. Iraque e Hong Kong, principais mercados de destino no mês de novembro de 2009, seguiram o Kuwait, em 2010, e responderam por 11,7% e 9,7% das exportações mineras de carne de frango, respectivamente.

Segundo Márcia Silva, as vendas para países do Oriente Médio, entre eles o Kuwait, podem se intensificar ainda mais, se forem beneficiadas pela missão empresarial brasileira realizada no final de novembro e início de dezembro de 2010. Empresários e representantes do governo brasileiro visitaram as nações do Oriente Médio com o objetivo de fomentar o comércio entre aqueles países e o Brasil, além de atrair investimentos para o País.

Em relação ao Kuwait, especificamente, a assessora prevê situação positiva, uma vez que o país é uma das principais economias do Oriente Médio e se recupera da crise econômica internacional. O governo kuwaitiano sinalizou que é preciso investir mais no transporte de mercadorias e pessoas.

Negócios internos

No mercado interno, registra-se a intensificação da demanda pela carne de frango e o aumento dos preços.

– O incremento da demanda interna é favorecido pela ampliação do consumo, decorrente das vendas de fim de ano, e pela oferta ajustada do produto. Outras carnes como a bovina e a suína também registraram aumento nos preços, o que favoreceu a opção pela carne de frango. O aumento do frango repõe o poder aquisitivo dos produtores perdido por causa do acréscimo dos preços do milho, insumo-chave do setor – explicou a assessora.

A produção mineira de frango apresenta destaque no cenário nacional. Segundo dados da Pesquisa Pecuária Municipal, do IBGE, no primeiro semestre de 2010, Minas abateu quase 180 milhões de cabeças. O peso total das carcaças foi de 367,5 mil toneladas, o  que fez do Estado o quinto principal no ranking do abate de frango, entre todas as unidades da federação.

– As empresas avícolas devem fazer uma boa administração desse momento, considerando que os custos de produção também estão elevados em virtude do aumento dos preços do milho, principal insumo da cadeia produtiva de carne de frango – finaliza.

Tags:
Fonte:
Seapa-MG

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário