Receita cambial das carnes bovina e suína subiu; a do frango permaneceu estável

Publicado em 02/03/2011 09:22 402 exibições
As exportações brasileiras de carnes in natura renderam para o Brasil, em fevereiro passado, valor quase 10% superior ao registrado em janeiro. Mas, desta vez, a contribuição para o aumento veio das carnes bovina (principalmente) e suína, já que a receita cambial da carne de frango permaneceu estável e apresentou ligeiro recuo, próximo de meio por cento.

A contribuição maior das duas carnes se repetiu também no volume: o de carne suína aumentou no mês 13,22%, enquanto o de carne bovina experimentou aumento de 29,41%. Já a carne de frango registrou incremento mínimo, de apenas 0,29%.

Foi mínimo, também, o aumento no preço médio da carne bovina: apenas 0,11%. Que, mesmo assim, saiu-se melhor que as carnes suína e de frango, cujos preços médios recuaram 4,55% e 0,77%, respectivamente.

Na comparação com o mesmo mês do ano passado os resultados foram, quase todos, positivos. A única exceção ficou com a carne bovina, cujo volume recuou perto de 10%. Mas como o preço médio do produto evoluiu quase 36% em um ano, a receita cambial aumentou 22,51%, índice praticamente similar ao registrado pelas outras duas carnes.

Tags:
Fonte:
AviSite

0 comentário