Carne bovina: Americanos ganham espaço na Europa

Publicado em 21/07/2011 07:49 414 exibições
O Brasil ainda não tem acesso aos principais mercados para a carne bovina americana na Ásia, como Coreia e Japão, por isso o avanço dos EUA ainda não tem impacto sobre as exportações brasileiras do segmento, afirma Fernando Sampaio, diretor-executivo da Associação Brasileira da Indústria Exportadora de Carnes (Abiec).

No entanto, os americanos também passaram a exportar mais carne bovina para o mercado europeu, que já foi o mais importante para o Brasil, até que a União Europeia impôs restrições ao produto brasileiro há mais de três anos. "Eles estão crescendo na Europa. A carne bovina americana já não é tão mais cara que a do Brasil", observou Sampaio. Segundo ele, os EUA ganharam competitividade no mercado europeu devido à desvalorização do dólar e porque os preços da matéria-prima, o boi, se uniformizaram, nos últimos anos, nos diferentes países produtores.

Os EUA também estão vendendo mais para a Rússia, que é o maior mercado para carne brasileira. "Ainda não é preocupante". Na Rússia, esse comércio é definido por um regime de cotas, que estão em discussão atualmente.

No primeiro semestre deste ano, a receita do Brasil com as exportações de carne bovina somou US$ 2,595 bilhões, 7,71% mais que em mesmo período do ano passado, segundo a Abiec. O volume de carne exportada caiu 18,13% na mesma comparação, para 745 mil toneladas equivalente-carcaça.

Tags:
Fonte:
Valor Econômico

0 comentário