Rússia deixa apenas dois frigoríficos brasileiros liberados a exportar

Publicado em 03/08/2011 11:43 739 exibições
A ampliação do embargo russo às carnes brasileiras no último dia 28 de julho deixou apenas dois frigoríficos brasileiros totalmente liberados a exportar a produção para a Rússia. Segundo os dados do sistema veterinário russo, há neste momento 116 frigoríficos brasileiros sob suspensão temporária e outros 50 em um regime de controle ampliado, no qual os produtos passam por inspeções mais detalhadas e podem demorar mais para entrar no país.

A situação é mais grave no caso da carne suína, na qual há 19 frigoríficos suspensos, dois sob controle especial e nenhum liberado. Na carne de frango há 44 unidades brasileiras suspensas, 17 em regime especial de inspeção e apenas uma liberada. Já na carne bovina são 53 fábricas em suspensão temporária, 31 em controle ampliado e uma totalmente liberada. Os dados foram levantados pelo portal Sou Agro no sistema de informações do serviço veterinário russo.

Na semana passada, o governo russo suspendeu temporariamente a entrada de carnes de 37 frigoríficos, depois de ter feito o mesmo com outros 85 em junho. O documento normativo do serviço veterinário russo que suspendeu mais 37 frigoríficos nacionais afirma que a decisão foi tomada a pedido do governo brasileiro, que negocia com a Rússia alterações burocráticas e técnicas nos sistemas de inspeção nacional. A Rússia alega não ter encontrado os controles que desejava em uma inspeção a unidades frigoríficas do Brasil.

A Rússia é um dos maiores países importadores de carne do mundo. No caso da carne de porco, a Rússia foi o destino de 46% das exportações brasileiras do produto no primeiro semestre deste ano.

Tags:
Fonte:
Sou Agro

0 comentário