Paraná deixa de lado a rastreabilidade e perde chance de exportar carne bovina

Publicado em 08/11/2011 08:50 261 exibições
Estado tem apenas 2,7% do rebanho cadastrado no sistema nacional de controle
O Sistema de Identificação e Certificação de Bovinos e Bubalinos (Sisbov) completa uma década neste ano sem resultados expressivos no Paraná. De acordo com dados do Ministérioidia src="495135"> da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) obtidos pela Gazeta do Povo, apenas 245 mil das 9,4 milhões de cabeças de gado do rebanho paranaense estão cadastradas no programa, 2,7% do total.

Apesar de o estado ter o sexto maior rebanho do país, a rastreabilidade é uma das menores entre as federações. Em estados com vasta tradição pecuária, o índice de gado rastreado chega a sete vezes o do Paraná. Das 22,3 milhões cabeças de gado do Mato Grosso do Sul, 21% fazem parte do Sisbov. Já no estado vizinho, Mato Grosso, 18% dos 28,7 milhões de animais estão cadastrados no Mapa. No Rio Grande do Sul, onde o rebanho é de 14,4 milhões de cabeças, o percentual de animais registrado é 3,2%.

Confira a íntegra da notícia no site da Gazeta do Povo.

Tags:
Fonte:
Gazeta do Povo

0 comentário