Aumenta frequência das mega-secas na Península Ibérica

Publicado em 06/09/2013 10:13
477 exibições

Estudo liderado por cientista português confirma que as emissões de gases com efeito de estufa de origem humana estão contribuindo para o aumento da frequência destes eventos climáticos extremos.

A revista Bulletin of the Meteorological Society publicou ontem um número especial dedicado aos eventos climáticos extremos do ano de 2012. Da seca extrema no Midwest norte-americano, às ondas de calor na Europa e no Leste do EUA, passando pelo furacão Sandy que assolou Nova Iorque e as chuvas diluvianas na China, Nova Zelândia, Austrália ou Japão, são um total de 19 análises, feitas por 18 grupos de cientistas e utilizando variadas metodologias, que tentam explicar as causas de 12 eventos extremos desse ano.

Leia a íntegra na Publico.pt

Tags:
Fonte: Publico.pt

0 comentário