Somar Meteorologia: Chuvas nesta semana no Sudeste, Centro-Oeste e Paraná permitem avanço do plantio da soja

Publicado em 04/11/2014 14:05 e atualizado em 05/03/2020 21:17 207 exibições

Com a volta das chuvas nas últimas duas semanas em todas as regiões produtoras de soja do centro-sul do Brasil, o plantio avançou a passos largos. Mesmo assim, a área plantada ainda é menor que nos últimos anos. No caso de Mato Grosso e Goiás, o atraso passa de 30%. Além disso, várias propriedades terão que replantar áreas afetadas pela forte estiagem de outubro. Em São Paulo e Minas Gerais o plantio também está atrasado. Apenas 8% das áreas destinadas à oleaginosa foram semeadas, no ano passado eram 50% no mesmo período. A irregularidade no regime chuvoso ainda afeta o pleno andamento do plantio, em algumas propriedades os volumes de chuvas não passam de 30mm – valor insuficiente para a realização do plantio. No Rio Grande do Sul e em Santa Catarina também existe atraso, mas o motivo é o excesso de dias chuvosos, que atrapalha a entrada das máquinas no campo. Menos de 2% das áreas foram semeadas, contra 10% no mesmo período da safra passada. Já no Paraná e no sul do Mato Grosso do Sul, voltou a chover de forma regular no último fim de semana, o que irá possibilitar o retorno da atividade de plantio, que estava paralisada por conta da seca nas últimas três semanas. No MAPITOBA, apesar das chuvas na última semana, com volumes de mais de 50mm, muitos produtores não iniciaram o plantio, devido às fortes perdas nas últimas três safras e, principalmente, pelo alto custo de produção e preços mais baixos. Desse modo, os produtores esperam melhores condições meteorológicas para iniciar o plantio. De um modo geral, as lavouras que foram plantadas apresentam boas condições de desenvolvimento e de germinação. Entretanto, as plantadas em setembro, tanto no Mato Grosso quanto no Paraná, estão em fases mais adiantadas de desenvolvimento e apresentam altos índices de ataque de pragas, como lagarta rosca e elasmo. 

Somar 1

Previsão

Nesta semana chove no Sudeste, Centro-Oeste e Paraná, o que dá continuidade ao plantio da soja. Além disso, umidade do solo aumenta, o que melhora as condições de desenvolvimento das lavouras. Ainda não se pode dizer que o regime de chuvas se instalou, porque as previsões são de  pancadas de chuvas isoladas. Por outro lado, não se espera mais estiagem. No oeste da Bahia, sul do Maranhão e do Piauí e no Tocantins as chuvas terão uma configuração mais irregular. A regularização vem somente na segunda quinzena de novembro. No Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, ainda há previsão de chuva, o que prejudica o plantio da soja. Porém, a partir de quinta-feira (06), o tempo abre. 

Somar 3

Somar 4

Somar 5

Tags:
Fonte:
Somar Meteorologia

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário