Alerta de fortes tempestades para o centro da Argentina, que precisa de umidade no solo

Publicado em 24/12/2016 06:07 e atualizado em 24/12/2016 07:06
385 exibições

As chuvas que a Argentina esperava para esta semana para trazer mais umidade ao solo e dar continuidade ao plantio estão surtindo efeito em algumas regiões produtivas do país - incluindo a Zona Núcleo, onde se concentra grande parte da produção de soja e milho do país.

O Serviço Meteorológico Nacional (SMN) prevê fortes tempestades para o norte de Córdoba, sul de Corrientes, centro e norte de Entre Ríos e cento e norte de Santa Fe.

A área de cobertura, de acordo com o SMN, se encontra debaixo da influência de uma massa de ar úmido e muito instável, na qual se desenvolvem, de forma isolada, áreas de tempestades, algumas das quais poderiam ser bastante fortes.

O risco para estas áreas é que as tempestades podem provocar uma queda de água abundante, forte atividade elétrica e rajadas de vento, com ocasional queda de granizo.

Com informações do Infocampo.com.ar

Duas frente frias avançam nos próximos dias, aponta Climatempo

Sistemas chegam ao Brasil antes do fim do ano

Chuvas volumosas estão ocorrendo por todas as Regiões do Brasil desde o início de dezembro. O calor e grande disponibilidade de umidade no ar estão facilitando a ocorrência das pancadas de chuva cada vez mais frequentes por todo o país. Na última semana da primavera, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) ganhou força aumentando muito a chuva sobre o Norte e parte do Nordeste do Brasil.

última frente fria que conseguiu chegar ao Sudeste e ao sul da Bahia foi a do fim da primeira quinzena de dezembro que, além de estimular chuvas intensas no centro-sul do país, provocou uma acentuada queda da temperatura. O ar polar desta frente fria, apesar de forte, se afastou rápido do país e a temperatura voltou a subir nos últimos dias.

O mapa abaixo mostra a estimativa da chuva sobre o Brasil para 15 dias, até 6 de janeiro.

Climatempo

Duas frentes frias fecham 2016

Mais duas frentes frias vão chegar ao Brasil até o fim de 2016. A primeira avança pelo litoral do Rio Grande do Sul nesta sexta-feira, 23 de dezembro, mas se afasta para alto-mar antes de chegar a São Paulo.

A segunda frente fria começa a influenciar o Sul do país no dia 26 de dezembro e terá força para chegar ao litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro entre os dias 28 e 29 de dezembro. Esta frente fria vai estimular chuvas fortes sobre muitas áreas do Sudeste.

No Nordeste, a influência de um sistema de alta pressão vai reduzir novamente as condições para chuva.

Mas ainda tem muita chuva reservada para o Brasil nestes últimos dias de 2016 e para janeiro de 2017. A meteorologista Josélia Pegorim faz um panorama de como a chuva vai ocorrer sobre o país até o começo de janeiro.

Por: Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário