Massa de ar polar traz riscos para a safra de inverno na Argentina, Paraguai, Uruguai e sul do Brasil

Publicado em 18/07/2017 09:35 9474 exibições

As chuvas se foram e o frio chegou. A Argentina está sob uma massa de ar polar e a província de Buenos Aires não é uma exceção. Ontem, o dia foi marcado por uma baixa sensação térmica, nebulosidade variável e ventos leves do setor oeste, conforme identificou o Serviço Meteorológico Nacional (SMN). A máxima foi de 9ºC.

A baixa sensação térmica deve seguir hoje, juntamente com geadas. A previsão indica céu nublado e ventos leves a moderados do noroeste, enquanto o termômetro oscilará entre 1ºC a 10ºC. Na quarta-feira, haverá céu parcialmente nublado, ventos leves a moderados do noroeste e sensação térmia baixa, com mínima de 4ºC e máxima de 13ºC.

Segundo comunicados locais, duas pessoas vieram a falecer em San Carlos de Bariloche, na província de Río Negro, como consequência da massa de ar polar.

De acordo com o jornal La Nación, 65% de todas as zonas monitoradas pelo Serviço Meteorológico Nacional apresentaram uma sensação térmica inferior a 0ºC na manhã de domingo (16).

Na agricultura

A Argentina está em pleno plantio da safra de inverno. Cerca de 79,1% da área de trigo já foi plantada, mas regiões como La Pampa, Buenos Aires e Cuenca del Salado enfrentavam problemas com os excessos hídricos.

Em sua última previsão para a área agrícola, a Bolsa de Cereais de Buenos Aires destacou que a semana seria de riscos de geadas generalizadas na produção argentina.

Mapa clima Argentina

Até o momento, não há informações de áreas afetadas.

No norte da América do Sul

A massa de ar polar já alcançou também o sul do Brasil, o Paraguai, o Peru e o Uruguai.

No Paraguai, em especial, a temperatura caiu pouco a pouco no dia de ontem, com um avanço da frente fria de origem polar, que provocou até 0ºC em alguns pontos e geadas em consequência.

O momento mais impactante da frente deve ocorrer entre hoje e amanhã, quando a previsão é de até 3ºC. No Uruguai, as temperaturas caíram até -10ºC.

Hector Cristaldo, presidente da União de Grêmios da Produção (UGP) do Paraguai, divulgou um vídeo no Twitter que mostra os danos das geadas no trigo na propriedade de um pequeno produtor, com 10 hectares:

Confira algumas fotos enviadas por produtores no WhatsApp:

Geadas em Villa Igatimy, Canindeyu - Paraguai

Geadas em Villa Igatimy, Canindeyu - Paraguai - Julho 2017

Geadas em Villa Igatimy, Canindeyu - Paraguai - Julho 2017

 

Geadas em Villa Igatimy, Canindeyu - Paraguai - Julho 2017

Geadas em Villa Igatimy, Canindeyu - Paraguai - Julho 2017

Geadas em Villa Igatimy, Canindeyu - Paraguai - Julho 2017

Geada em Passo Fundo/RS (imagem enviada por Fabiano Oliveira):

Geada em Passo Fundo/RS - Julho 2017

Geada em São Borja/RS (imagens enviadas por Ubiratan Pires, da Novatech Agro):

Geada em São Borja/RS - Julho 2017

Geada em São Borja/RS - Julho 2017

Geada em São Borja/RS - Julho 2017


Com informações de La Nación, Los Tiempos e Bolsa de Cereais de Buenos Aires

Por:
Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário