Nos EUA, continuam as chuvas e frio intenso, além de ventos fortes do Meio-Oeste

Publicado em 15/04/2019 10:38 e atualizado em 15/04/2019 16:44
3174 exibições
Condições seguem desfavoráveis para o início dos trabalhos de campo no Corn Belt

LOGO nalogo

As adversidades climáticas persistem nos Estados Unidos e, aos poucos, vão ganhando espaço no radar dos traders dos mercados internacionais, principalmente na Bolsa de Chicago. Segundo institutos meteorológicos norte-americanos mostram a chegada de um novo sistema trazendo ainda mais tempestades para o Delta e para o Vale do Mississipi nos próximos dias. 

O mapa do NOAA para o período dos próximos sete dias - de 15 a 22 de abril - mostram que os maiores acumulados de chuvas estão agora concentrados mais ao leste e nordeste dos Estados Unidos. O centro do país, no entanto, ainda recebe alguns bons volumes. 

EUA 7 dias

O último final de semana foi de tempo muito severo nos EUA, principalmente no centro e no leste norte-americanos. E são essas regiões que deverão continuar enfrentando condições complicadas nos próximos dias, como noticia o site especializado internacional AccuWeather. 

Mapa AccuWeather 1

Áreas podem ser atingidas por granizo e ventos muito fortes, risco de cheia continua - Fonte: AccuWeather

"Outro sistema severo foi antecipado já para os próximos dias desta semana. Essa ameaça deverá começar pelas Planícies na quarta-feira e, na sequência segue para o leste dos EUA, chegando à costa, provavelmente, nesta sexta-feira", explica o meteorologista Jake Sojda, do AccuWeather. Áreas do Missouri a Michigan também estão ameaçadas, inclusive podendo receber mais neve.  

Tornado no Texas - Fonte: CNN

Tornado Texas TwitterTornado no Texas - Fonte: CNN

Estragos causados pelos tornados no Texas - Fontes: CNN e Twitter

Estragos causados pelo clima no Mississipi

Estragos causados pelo vento no estado do Mississipi - Fonte: CNN

O especialista alerta ainda para a ocorrência nesses locais também de ventos muitos fortes, a queda de muito granizo grande além de mais inundações. Há ainda a possibilidade de tornados também na região. 

Abaixo, o mapa mostra que o centro dos EUA - a maior região produtora de grãos do país e onde já acontecem os trabalhos de campo onde é possível - continua recebendo chuvas fortes ainda no meio desta semana, com risco de tempestades fortes nos estados mais ao Sul. 

Mapa Accuweather 2

Na imagem seguinte, o AccuWeather destaca onde as inundações podem se agravar ou voltar a acontecer, com o derretimento da neve e a chegada de mais chuvas. Os rios Mississipi, Missouri, Minnesota, James e Red poderão ser alguns dos mais afetados. 

Mapa Accuweather Rios

De acordo com informações da rede internacional CNN, já há algumas mortes confirmadas por conta das adversidades climáticas do Texas ao Mississipi e, segundo seu meteorologista, Haley Brink, há cerca de 90 milhões de pessoas ameaçadas por essas condições. 

Tornado Iowa

Fonte: Jon Bixler/Facebook + CNN

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) traz, no final da tarde desta segunda-feira, às 17h (Brasília), seu novo boletim semanal de acompanhamento de safras e, de acordo com o analista de mercado sênior do portal Farm Futures, Bryce Knorr, as evoluções apresentadas deverão ser tímidas. 

"O relatório da tarde de hoje deve mostrar um pequeno incremento nos trabalhos de campo e pouco plantio deverá ter sido realmente concluído, com muitas máquinas ainda paradas dentro das propriedades", diz. 

A estimativa de Knorr é de que o USDA traga o plantio do milho concluído em 5% da área norte-americana até o último domingo (14). Para o trigo de primavera se espera 6%. 

Para o período dos próximos 6 a 10 dias, o NOAA traz mapas que mostram temperaturas um pouco mais elevadas, inclusive ligeiramente acima da média para o período, e chuvas ficando dentro e acima da média, como ilustram as imagens a seguir.

EUA 6 a 10 dias

Previsão de chuvas para os próximos 6 a 10 dias - Fonte: NOAA

EUA 6 a 10 dias

Previsão de temperaturas para os próximos 6 a 10 dias - Fonte: NOAA

 

Para o consultor de mercado Vlamir Brandalizze, da Brandalizze Consulting, o mercado internacional segue bastante atento às questões do clima nos EUA, mesmo que não traga isso aos preços ainda. 

"Os EUA vem mostrando um inverno alongado e, mesmo distante do plantio efetivo da soja, o setor aposta que este ano a safra americana e o clima nos EUA poderão trazer argumentos importantes para agitar as cotações em Chicago" diz. 

E Brandalizze completa dizendo que algumas reações poderiam ser notadas mais cedo nos futuros do milho negociados na CBOT, mas alerta para a capacidade de recuperação dos produtores americanos.

"Se continuar com muito frio e inverno alongado, vamos ver pressão positiva nos próximos dias. O milho tem como período ideal para ser plantado estas próximas quatro semanas em diante, indo até 20 de maio. Os produtores americanos tem condição de plantar tudo sem problema em um prazo de uma semana ou pouco mais e assim o fator clima mesmo vai ganhar forças quando chegarmos no mês que vem", conclui. 

Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário