Tempo: Ciclone se forma e causa chuvas fortes no Sul e MS; frio aumenta com avanço de massa de ar frio

Publicado em 23/05/2019 11:18
1935 exibições

Imagem de satélite de todo o Brasil nesta quinta-feira (23) - Fonte: Inmet
Imagem de satélite de todo o Brasil nesta quinta-feira (23) - Fonte: Inmet

A região Sul do Brasil segue com chuvas fortes nesta quinta-feira (23). Nos últimos dias, o avanço de uma frente fria contribuía para as precipitações sobre os três estados. Agora, a meteorologia destaca a formação de ciclone extratropical sobre a região, deixando o tempo ainda mais instável.

Além de mudar o tempo no Sul, as chuvas previstas para as próximas horas também devem avançar sobre pontos de Mato Grosso do Sul. O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) já emitiu alertas ao longo desta quinta-feira para os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul.

Veja o mapa com a previsão de precipitação para até 93 horas (24/05 a 26/05) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação para até 93 horas (24/05 a 26/05) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Para a maior parte da região Sul, incluindo os três estados, o alerta do Inmet é de perigo com precipitações intensas. "Chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos (60-100 Km/h). Risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas", disse o instituto.

Veja o mapa das áreas com alerta de chuvas intensas nesta 5ª feira:

Mapa das áreas com alerta de chuvas intensas nesta 5ª feira - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Planalto Norte Catarinense, Campanha, Metropolitana De Curitiba, Oeste Catarinense, Vale Do Itajai, Grande Florianópolis, Planalto Sul Catarinense, Litoral Sul Catarinense, Encosta Do Sudeste, Serra Do Sudeste, Depressão Central, Encosta Inferior Do Nordeste, Encosta Superior Do Nordeste, Campos De Cima Da Serra, Missões, Alto Uruguai, Central Paranaense, Litoral Paranaense, Norte Paranaense, Oeste Paranaense, Sudoeste Paranaense, Sul Paranaense, Litoral Gaúcho, Meio-Oeste Catarinense, Litoral Norte Catarinense

Para o Centro-Sul de Mato Grosso do Sul, o perigo é potencial. "Chuva entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, ventos intensos (40-60 Km/h), e queda de granizo. Baixo risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de galhos de árvores e de alagamentos", avisou o instituto meteorológico brasileiro.

Veja o mapa das áreas com alerta de tempestade nesta 5ª feira:

Mapa das áreas com alerta de tempestade nesta 5ª feira - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Leste Sul-Mato-Grossense, Sul E Sudoeste Sul-Mato-Grossense, Pantanal Sul-Mato-Grossense, Centro Norte Sul-Mato-Grossense

Para áreas de Mato Grosso do Sul e também de São Paulo há um outro alerta do Inmet, mas de vendaval com ventos variando entre 40 km/h e 60 km/h. É baixo risco de queda de galhos de árvores.

O mapa de precipitação acumulada do Inmet mostra que chuvas volumosas têm sido registradas sobre áreas da região Sul nos últimos três dias. Na quarta-feira (23), os cinco maiores acumulados em todo o Brasil ocorreram em Fortaleza (CE: 91,2 mm, Guaramiranga (CE): 85,6 mm, Frederico Westphalen (RS): 46,6 mm, Maceió (AL): 46,4 mm e Sobral (CE): 46,1 mm.

Veja o mapa de precipitação acumulada dos últimos 3 dias em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulada dos últimos 3 dias em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Em entrevista ao site Engeplus, o climatologista da Epagri/Ciram, Márcio Sônego, destacou as causas e características do ciclone extratropical, que está em formação sobre o Sul. Diferente do furacão, que percorre o continente e pode causar muitos estragos, esse fenômeno se desloca em direção ao mar.

"No caso do ciclone extratropical, ele vai ficar em alto-mar. Não é nada tão grave. Já deu em novembro e chegou a 80 km/h. Algum galho de árvore pode cair sobre a rede elétrica, causar transtorno com falta de energia, alguma telha frouxa pode levantar, mas não é autodestrutivo, apenas prejuízos de pequena monta", diz Sônego.

A alta umidade sobre a região Sul tem atrapalhado no Rio Grande do Sul o plantio das culturas de inverno, como a canola, trigo e aveia, segundo a Emater/RS-Ascar. Deve ser necessário o replantio de áreas de canola e aveia. Áreas produtoras de verão, principalmente de milho, também têm sido afetadas.

Veja o mapa de precipitação acumulada para os próximos 7 dias em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulada para os próximos 7 dias em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Nos próximos sete dias, de acordo com o modelo de precipitação acumulada do Inmet, as chuvas devem seguir fortes sobre áreas da região Sul do Brasil e também em áreas do Norte. Por outro lado, no período, uma condição mais seca é esperada para quase todo a faixa central do país, incluindo parte das regiões Centro-Oeste e Sudeste.

Além das chuvas no Sul, uma forte massa de ar frio de origem polar deve tomar o Brasil nos próximos dias, com quedas de temperatura nas regiões Norte, Centro-Oeste, Sudeste e Sul.  "Esta massa de ar polar é mais forte e mais forte do que a que passou sobre o país na semana passada", destacou a Climatempo.

A empresa meteorológica destaca que as temperaturas podem ficar abaixo dos 10°C em áreas do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, com geadas. "Durante a passagem desta massa de ar frio, todas as capitais das Regiões Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Cuiabá devem registrar novos recordes de baixa temperatura para 2019".

Deslocamento do ar frio de origem polar sobre o BR entre 21 e 26 de maio de 2019 - Fonte: Climatempo
Deslocamento do ar frio de origem polar sobre o BR entre 21 e 26 de maio de 2019 - Fonte: Climatempo

Previsão estendida de chuvas para o Brasil

De acordo com o mapa de previsão estendida do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), no período de 23 até 31 de maio, as chuvas mais volumosas caem sobre áreas da faixa Norte do país, mas também ocorrem em áreas da região Sul.

De 31 de maio até 08 de junho, as precipitações mais volumosas voltam a se concentrar sobre áreas ao extremo Norte e ao Sul, com volumes maiores que os registrados no primeiro período, mas muito isoladas. O Brasil central ainda registrará baixos acumulados de chuva nas duas previsões.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 23 de maio até 08 de junho:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 23 de maio até 08 de junho - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

Milho em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro
Milho em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro

Foto em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro
Foto em Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro

Milho 2019, Faz. N.Sra. de Fátima, Nova Fronteira, Tabaporâ (MT). Envio de Cleiton Dietrich
Milho 2019, Faz. N.Sra. de Fátima, Nova Fronteira, Tabaporâ (MT). Envio de Cleiton Dietrich

Foto em Ipameri (GO). Envio de César Reis
Foto em Ipameri (GO). Envio de César Reis

Envie sua foto ou vídeo! Fale com a gente pelo WhatsApp (19) 99767-0241

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário