Mercado espera avanço do plantio nos EUA, mas produtores ainda relatam dificuldades

Publicado em 10/06/2019 10:27 e atualizado em 10/06/2019 14:20
10230 exibições
Expectativas para o USDA indicam mais de 55% de plantio na soja e pelo menos 80% no milho

LOGO nalogo

Nesta segunda-feira (10), às 17h (horário de Brasília), o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) traz seu novo reporte semanal de acompanhamento de safras e o mercado está atento a estes novos números. São eles que irão mostrar se, de fato, a janela que os produtores americanos tiveram na última semana, com uma pequena trégua das chuvas em algumas regiões, pôde ser aproveitada pelos produtores americanos. 

A última semana foi um pouco mais seca nos Estados Unidos, com os maiores volumes acumulados de chuvas mais concentrados nas regiões leste e sul do país. Assim, as expectativas para o reporte que o USDA traz no fim da tarde de hoje são significativas. 

O mapa abaixo, do Commodity Weather Group, mostra as chuvas acumuladas nas últimas 72 horas, e confirma o esperado de precipitações mais intensas nestas duas porções dos EUA. Mas estados como as Dakotas do Norte e do Sul, Nebraska, Kansas e uma boa parte de Minnesota também receberam boas chuvas.

CWG 72 horas

Ainda segundo o instituto de meteorologia, cerca de 40% da área de soja e milho do Delta e do Meio-Oeste americano receberam chuvas neste período, e 45% quando se trata de trigo. 

De acordo com números da consultoria internacional Allendale, Inc., o plantio da soja pode alcançar a marca de 55% a 57% da área, contra 39% da semana anterior. Ainda assim, se mostra muito atrasado em relação a 2018, quando eram 93% do plantio concluído, e 84% da média dos últimos cinco anos. 

Para o milho, as expectativas variam de 80% a 85%, contra os 67% da semana anterior. No ano passado e na média das últimas cinco safras o índice era de 100% nesta época do ano. Até a semana passada, havia estados importantes na produção do cereal onde não havia nem ao menos 50% da área semeada. Além disso, a janela técnica ideal para o cultivo do grão já foi encerrada em todos os estados americanos. 

Ainda nesta segunda, o USDA traz também, pela primeira vez nesta safra, as informações sobre as condições de lavouras norte-americanas de milho. O mercado espera que, apesar de todos os problemas, os números venham entre 62% a 63% de campos em boas ou excelentes condições. Há um ano, esse número era de 79% e a média dos últimos cinco anos é de 73,2%. 

E para os próximos dias, mais chuvas estão previstas. "Depois de uma semana mais seca em algumas áreas, as tempestades estão sendo esperadas por todo o Meio-Oeste na próxima semana", diz o analista sênior do portal Farm Futures, Bryce Knorr, referindo-se ao mapa atualizado pelo NOAA nesta segunda-feira para os próximos sete dias. 

NOAA 7 dias

Na sequência, o mapa de previsões do DTN The Progressive Farmer, também para os próximos sete dias, válido até o dia 17. "De moderados a altos acumulados esperados para as Planícies do Sudeste, sul e leste do Meio-Oeste até o Nordeste", explica Bryce Anderson, meterologista sênior do portal. 

DTN 7 dias

"As chuvas simplesmente não vão parar. Elas terão que nos dar uma trégua muito em breve ou teremos que partir para a adesão ao Prevent Plant na nossa soja também", disse ao Farm Futures um produtor de Ohio, que já destinou 70% de sua área de milho ao seguro. E para seu estado, as chuvas deverão ainda ser fortes nesta próxima semana, passando de 100 mm em algumas regiões. 

Veja também: Plantio de soja nos EUA avança e com tempo para atingir área projetada, diz Carlos Cogo

As imagens a seguir são do último final de semana no Meio-Oeste americano. Na primeira, de 8 de junho, a imagem é do Twitter de Ryan R. White. 

EUA 1

Na legenda, White diz "uma trégua e meu vizinho tentou plantar parte de seu milho". Em Bloomington, Illinois. 

Nas fotos sequentes, mais imagens de tratores e plantadeiras atolados. Estas estão no Twitter de Glenn Randall e datam deste domingo, 9 de junho. 

EUA 2EUA 2

EUA lama chuvas plantio 2019

Por: Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário