Tempo: Quinta-feira com volumes expressivos para o sul de MG e Centro-Oeste

Publicado em 13/02/2020 10:06
3209 exibições

LOGO nalogo

As previsões indicam mais chuvas para o Sudeste do país nas próximas 24 horas. Segundo os modelos do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a tendência é que continua chovendo em regiões produtoras de café, em Minas Gerais. 

O modelo Cosmo aponta volumes entre 30 e 50 milímetros para o sul do estado mineiro. Nas demais regiões, são esperadas precipitações de até 30 mm, com execeção da região norte onde o tempo deve. A tendência é que a condição de chuva permaneça na região até sexta-feira, dia 15. 

Ainda no Sudeste, também continua chovendo no Rio de Janeiro, com acumulados previstos entre 16 e 20 milímetros. Já em São Paulo, as condições de chuvas já se afastam de todo o estado, sendo previsto apenas baixos volumes para a região norte. 

No Centro-Oeste do país, as previsões seguem indicando chuvas para quase todos os estados que compõem a região. Os volumes mais expressivos tendem a serem registrados no Mato Grosso, sobretudo no oeste do estado  com precipitações entre 20 e 40 milímetros. Nas demais áreas a tendência é que chova o dia todo, porém em volumes mais baixos. Vale lembrar que não estão descartadas pancadas de chuvas e temporais, que são característicos da estação. 

Durante esta quinta-feira (13) também chove em todo o estado do Tocantins, sendo os maiores acumulados esperados para a região, com precipitações de até 60 milímetros. Nas demais áreas do Tocantins os volumes devem ser mais baixos, entre 20 e 30 mm. 

Ainda no Matopiba, o Cosmo indica chuvas para toda a região do Maranhão, com acumulados esperados entre 20 e 30 milímetros. Já no Piauí e Bahia, não há previsão de chuvas expressivas para as próximas horas. 

Veja o mapa de precipitação prevista para as próximas 93 horas em todo o Brasil: 

93 horas Inmet - 13/02
Fonte: Inmet 
 

Região sul pode ter chuvas na próxima semana

A aproximação de uma frente fria poderá mudar as condições do tempo no Rio Grande do Sul no próximo final de semana. A situação é crítica em todo devido à irregularidades das chuvas e a produção de soja na região já tem perdas significativas de produtividade. Segundo Matheus Manente, meteorologista da Oráculo Meteorologia, as previsões indicam ainda uma mudança no padrão na Oscilação Antártica e a partir da segunda quinzena de janeiro as chuvas podem chegar com mais regularidade em todo o estado. 

O modelo Cosmo do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) indica que a frente fria começará avançar para a região entre a sexta-feira e o sábado, com tendência de volumes mais expressivos para esse período no oeste do estado. Os mapas indicam ainda que no dia 17 chove em todo o estado, com precipitação prevista entre 40 e 60 milímetros no Centro-Oeste do estado. Há previsdão de chuvas também para o extremo sul do Rio Grande do Sul, porém com volumes mais baixos. 

Últimas 24 horas 

Confirmando as previsões, nas últimas 24 horas os volumes mais intensos de chuvas foram registrados no Sudeste do país. Segundo dados do Inmet, em Minas Gerais choveu entre 50 e 80 milímetros no sul do estado. Nas demais regiões foram registradas precipitações entre 20 e 25 mm. 

No Centro-Oeste do país foram regisrtradas chuvas no Mato Grosso, com volumes entre 20 e 30 milímetros no Centro-Leste do estado. Também choveu no Tocantins com acumulados entre 20 e 25 milímetros no Centro-Sul do estado. 

Veja o mapa de precipitação acumulada nas últimas 24 horas: 

24 horas - Inmet 13/02
Fonte: Inmet 
 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário