Sem chuvas, Sul teve precipitação inferior a 100 mm em abril: Mapas não indicam mudança de padrão

Publicado em 12/05/2020 10:49 e atualizado em 12/05/2020 11:23 565 exibições

LOGO nalogo

Dados divulgados pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) indicam que o armazenamento hídrico na região sul do Brasil está muito abaixo da média esperada. Segundo o Boletim Agroclimatológico Mensal/Abril, os mapas apresentam valores inferiores a 30% do ideal para a região. O boletim de abril indica também que a situação é ainda mais crítica no Rio Grande do Sul, onde algumas áreas receberam chuva entre 20 e 40 milímetros de precipitação. Em Santa Catarina e no Paraná, os volumes também foram inferiores a 100 mm. 

O mapa de precipitação acumulada em todo o país durante o mês de abril mostram que a maior parte da chuva, conforme era previsto, aconteceu no Centro-Norte do Brasil. As regiões mais altas registraram volumes acima de 300 mm. No Centro-Oeste, os maiores volumes foram registrados no norte do Mato Grosso e Goiás, com precipitação acima de 200 mm.

Também foram registrados bons volumes em todo o Matopiba - ficando acima de 300 mm. Produtores do Tocantins inclusive enfrentaram problemas no escoamento da soja devido ao excesso de chuvas. O balanço hídrico aponta ainda que todo o Centro-Norte tem acumulados acima de 70 mm em todo Centro-Norte. 

Veja o mapa de precipitação acumulada em todo o país no mês de abril: 

Precipitação Abril - Inmet
Fonte: Inmet

Veja o mapa de balanço hídrico em todo o Brasil:

Balanço Hídrico - Abril
 

Para os próximos meses, na região sul, as previsões continuam indicando que as chuvas devem permanecer próximas ou ligeiramente acima da climatologia do trimestre sobre a metade leste de Santa Catarina e litoral gaúcho. Nas demais áreas a previsão indica chuvas abaixo da média climatológica, porém com risco de grande variação temporal na distribuição das chuvas ao longo dos três meses.

Já para o Nordeste, os mapas seguem apontando chuvas acima da média climatológica, sendo que até meados de abril as chuvas devem persistir sobre a parte norte desta região. "No norte das regiões Norte e Nordeste, as temperaturas devem permanecer mais amenas e próximas à sua climatologia, provavelmente devido a presença de nebulosidade e chuvas nos próximos meses", afirma o Inmet. 

Nas regiões Centro-Oeste e Sudeste, a previsão indica o predomínio de áreas com chuvas próximas ou abaixo da climatologia, exceto no sul do Espírito Santo, nordeste e sudoeste mato-grossense, leste do Mato Grosso do Sul, onde as chuvas devem ser ligeiramente acima da média, o que pode favorecer o desenvolvimento das
lavouras de milho segunda safra.

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário