Tendência é de altas nas temperaturas no final de semana e novas chuvas para o Rio Grande do Sul

Publicado em 29/05/2020 10:51 e atualizado em 29/05/2020 15:01 3285 exibições
Possibilidade de geadas não estão descartadas para a próxima madrugada

LOGO nalogo

As previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) indicam que as temperaturas devem começar a subir gradativamente nos próximos dias e que o mês de junho deve começar com chuvas para parte do sul do Brasil na próxima semana. Apesar das altas nas temperaturas, Olívio Bahia, meteorologista do Inmet, destaca que as possibilidades de geadas para Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e sul de Minas Gerais na próxima madrugada. 

Segundo os dados coletados nas estações meteorológicas do Inmet, na última madrugada foram registravas novas temperaturas negativas Paraná. General Carneiro/PR registrou miníma de -1,4ºC e Castro/PR teve miníma de -0,6ºC. Já no sul mineiro, apesar do Inmet não ter identificado geadas, produtores de café afirmam que novos episódios foram registrados na região de Ouro Fino/MG. "A temperatura não se eleva de forma tão significativa hoje e podem sim acontecer mais geadas", afirma o meteorologista. 

Os modelos de previsão de temperatura para as próximas 24 horas do Inmet, para o sul do Brasil indicam temperatura miníma entre 14 e 16 graus. As temperaturas mais baixas são esperadas para o leste do Paraná, com 14ºC. No sudeste, os números são mais expressivas e as minímas podem chegar a 16 graus no sul de Minas Gerais e norte de São Paulo, as duas regiões com maior potencialidade de geada nos últimos dias.

Veja o mapa de previsão de temperatura para as próximas 24 horas em todo o Brasil: 

Temperatura - 24 horas - Inmet
Fonte: Inmet 

 

Chuvas 

Segundo Olívio, os modelos apontam que uma nova frente fria já está em formação no leste de Buenos Aires/Argentina e a semana pode começar com chuvas para o Rio Grande do Sul. De acordo com os modelos, a frente ganha força entre a noite de sábado (30) e madrugada de domingo (31) e novamente o estado pode ter alertas de ventanias e possibilidade de chuvas isoladas. "Por conta desta frente, as temperaturas podem cair novamente", comenta. 

No dia 2 de junho, o modelo Cosmo também indica a volta da chuva para o Paraná. Os mapas sinalizam um corredor de chuvas, sendo os maiores volumes previstos para o leste do estado - com até 40 milímetros de precipitação. "Ao que tudo indica, trata-se de um outro ciclone que vem atrás da frente fria e empurra além de um ar mais frio, condições de chuvas para essa área do Paraná", explica Olívio. 

Veja o mapa de precipitação prevista para o Paraná no dia 2 de junho: 

Previsão Paraná - 2 de junho - Inmet
Fonte: Inmet 

 

Já a partir de quinta-feira (4), um novo sistema deve atingir o Rio Grande do Sul, com chuvas abrangentes e de volumes expressivos. O Cosmo indica precipitação entre 20 e 30 mm para todo o estado. Os mesmos volumes são esperados para o oeste de Santa Catarina nesta data. Os modelos, no entanto, não apontam que as chuvas deste sistema possam avançar para o Paraná.  

Veja o mapa de precipitação prevista para todo o Brasil nas próximas 174 horas: 

174 horas - Inmet - 2905
Fonte: Inmet 


 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário