Clima: Trigo se recupera de excesso de chuvas, mas temperaturas elevadas preocupam; nova frente fria é prevista para o sul

Publicado em 21/07/2020 10:47 e atualizado em 21/07/2020 11:29 1348 exibições

LOGO nalogo

Segundo dados coletados nas estações meteorológicas do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) as chuvas no Rio Grande do Sul já ultrapassaram a média esperada para o mês, o que trouxe certa preocupação para o produtor de trigo na primeira quinzena de julho. Agora, em fase vegetativa da planta, a preocupação é com as altas temperaturas sendo registradas no Rio Grande do Sul desde o final de semana. 

Segundo o agrônomo e gerente técnico da Cotripal, Denio Oerlecke, os dias com tempo estável e sem chuvas foram necessários para que algumas lavouras se recuperassem do excesso de água no solo, no entanto, as altas temperaturas agora trazem uma preocupação maior com o surgimento de doenças na planta. "O surgimento de doenças fúngicas devem ser mais recorrentes agora porque depois de muita chuva e sol quente, o cenário fica favorável para esse tipo de problema", afirma. 

Francisco de Assis Diniz, meteorologista do Inmet, afirma que a passagem dos dois ciclones pela região acabaram resultando em chuvas bem acima do que era esperado para o mês. "Segundo a climatologia, as chuvas deveriam ficar entre 100 e 160 mm, mas tudo indica que os volumes ficarão entre 250 e 400 mm", afirma. Os maiores volumes, segundo o Inmet, foram registrados no Centro-Norte do estado e nas regiões serranas. 

Veja o mapa de precipitação acumulada nos últimos 30 dias em todo o Brasil: 

Últimos 30 dias - Inmet - 2107
Fonte: Inmet 

 

O modelo de previsão de temperatura do Inmet indica que as temperaturas devem continuar elevadas em todo o país até o final dessa semana. Nos últimos dias uma massa de ar muito seco segue predominante no país, elevando as temperaturas e derrubando a umidade relativa do ar em várias regiões. 

As temperaturas máximas também ultrapassam o esperado para o mês. Segundo Francisco, era previsto máximas entre 17 e 23 graus, mas os termômetros vêm registrando máximas entre 24 e 28ºC no Rio Grande do Sul. Oerlecke afirma que para que a incidência de doenças não seja tão expressiva no trigo, o ideal é que as temperaturas fiquem mais baixas até a primeira quinzena do próximo mês. 

Veja o mapa de previsão de temperatura para as próximas 93 horas em todo o Brasil: 

Previsão de temperatura - Inmet - 2107
Fonte: Inmet 

 

 

A condição no entanto tende a mudar no próximo final de semana. O modelo Cosmo do Inmet indica a formação de uma nova frente pela região, voltando as condições de chuvas para o estado. A frente fria no entando deve passar de maneira muito rápida e com volumes mais baixos quando comparados com as chuvas do início do mês. "Nós não precisamos de mais chuvas, o ideal é que a chuva seja passageira, sem ficar por muitos dias", destaca o engenheiro. 

A massa de ar frio que deve derrubar as temperaturas de maneira significativa não preocupa a produção do trigo neste momento. "É muito melhor que aconteça uma baixa nas temperaturas agora e as geadas fortes também não devem afetar o trigo neste momento de fase vegetativa", completa. 

Veja a previsão de precipitação para os próximos dias: 

Próximos dias - Inmet - 2107
Fonte: Inmet 

 

Fazenda Santa Ana Campos de Júlio-MT Produtor Marcelo Nicaretta
Fazenda Santa Ana Campos de Júlio-MT Produtor Marcelo Nicaretta

Rio Verde-GO Foto de Alex Zamonaro
Rio Verde-GO Foto de Alex Zamonaro

Rio Verde-GO Foto de Alex Zamonaro
Rio Verde-GO Foto de Alex Zamonaro

Clique e envie sua foto ou vídeo e apareça aqui no Notícias Agrícolas! Fale com a gente através do WhatsApp (19) 99767-0241, direct no Instagram @noticiasagricolas ou use as hashtags #imangensdodia

 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário