HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Safrinha de milho terá chuvas? Veja a previsão detalhada de 3 institutos para os próximos dias

Publicado em 14/04/2021 11:41 e atualizado em 14/04/2021 13:07 10132 exibições
Chuvas volumosas devem ser registradas nos principais estados produtores apenas no fim de abril e ainda são dúvida; maio e junho também terão baixos volumes

LOGO nalogo

Os próximos dias serão cruciais para a safrinha de milho do Brasil, já que várias regiões enfrentam condição climática adversa há algumas semanas. A previsão do tempo apontada por três institutos meteorológicos é de que as chuvas podem retornar nos próximos dias para áreas dos principais estados produtores, como Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás.

Porém, ainda poderá haver irregularidade das precipitações nas áreas produtoras do cereal 2ª safra. Além disso, os volumes previstos para determinadas áreas produtoras podem não reverter o déficit hídrico já registrado. A climatologia também aponta para um mês de maio e junho ainda marcado por chuvas abaixo da normalidade para algumas áreas da faixa Centro-Sul do Brasil.

Produtores dos principais estados produtores de milho do país reportaram recentemente ao Notícias Agrícolas diversos impactos com a falta de chuvas para a safra do cereal por conta do atraso na janela de plantio devido à soja, empurrando a safra de milho para mais tarde.

Veja mais:
» Milho está se desenvolvendo bem em Mineiros/GO, mas chuvas vão ser necessárias até virada de maio para junho

» Safrinha de milho se desenvolve bem em Campos de Júlio/MT, mas chuvas em maio serão necessárias

» Milho sofre com a estiagem em Laguna Carapã/MS e perdas já podem chegar em 60% caso não chova nos próximos dias

» Perdas do milho já chegam a 50% em Dr. Camargo/PR após atraso e falta de chuvas

Climatempo

A frente fria que avança sobre o Rio Grande do Sul nas próximas horas deve levar chuvas para a maior parte do estado nos próximos dias, inclusive com reflexos para os outros estados da região Sul e também Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, ainda que com menor influência do que no estado gaúcho, segundo a Climatempo. No entanto, uma condição mais favorável de chuva para a safrinha deve ser vista mesmo no final de abril.

“No Rio Grande do Sul, já tem condição de chuva entre hoje (14) e amanhã (15) e ela se generaliza e organiza um corredor de umidade com bastante precipitação. No final de semana, ela avança e a chuva também já atinge o Paraná, São Paulo, mas não com a mesma intensidade”, explica João Castro, agrometeorologista da Climatempo. “Essa condição alivia um pouco os problemas que têm sido reportados no Paraná, mas as chuvas ainda não serão generalizadas”.

“Temos observado regiões há mais de 20 dias sem chuvas e para recompor isso precisaria de chuvas mais volumosas”, pontua o meteorologista.

Instabilidades que podem ser mais representativas são esperadas nas últimas duas semanas de abril para áreas de safrinha. “Ainda está longe e precisaríamos confirmar ao longo dos dias, mas a partir do dia 22 é esperado que uma nova condição de instabilidade possa ganhar corpo e se espalhar com volumes interessantes para as áreas de milho”, explica Castro. Ainda assim, segue atenção para os meses de maio e junho.

“Na climatologia, vemos que no mês de abril ainda há chance de haver alguma chuva, ainda que abaixo da média, mas em maio e junho tem um corte importante das precipitações no Centro-Sul do país. Se essa condição de estiagem se mantiver em abril, teremos muito impacto na produtividade do milho safrinha neste ano. O produtor que optou pelo sorgo deve ter uma condição melhor nesta safra”, reitera Castro.

Veja o mapa com a previsão de chuva acumulada para os próximos 5 dias em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de chuva acumulada para os próximos 5 dias em todo o Brasil - Fonte: Climatempo
Fonte: Climatempo

Metsul

A MetSul Meteorologia prevê chuvas benéficas para a safra de milho nos principais estados produtores do Brasil a partir do dia 20 de abril, mas a condição nas próximas semanas ainda merece atenção, já que há um déficit hídrico importante em diversas regiões produtoras do país. “Temos áreas de seca critica no Paraná e Santa Catarina e é difícil essa reposição no média e longo prazo. O saldo ainda deve ficar negativo mesmo com as chuvas previstas para os próximos dias, afirma Estael Sias, meteorologista da MetSul Meteorologia.

“O produtor no Paraná está muito inseguro porque a chuva não recuperou boa parte da umidade nas últimas semanas. Os acumulados entre os dias 20 e 21 mostram perspectiva de 80 mm em algumas áreas e isso pode dar melhores condições para as lavouras, mas o problema é o que vem depois. Maio ainda pode ser de chuvas abaixo do ideal para algumas regiões do estado”, pontua Estael.

Outros estados produtores de milho na região Centro-Oeste, como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás, apresentam condições climáticas divergentes. “Áreas de Mato Grosso do Sul tiveram condição de seca nas ultimas semanas, já Mato Grosso teve excesso de chuvas em alguns pontos. Goiás também deve ter tempo firme nos próximos 10 dias, mas chuvas devem retornar no final do mês”, explica Sias.

A região Sul do Brasil já recebe chuvas nesta reta final da semana com instabilidades, mas a condição ficará localizada sobre o Rio Grande do Sul. “Essa chuva para os gaúchos já começou hoje, mas ela fica confinada. A chuva representativa que vai subir e interferir nos outros estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste ficou mesmo para a semana que vem”, prevê a meteorologista.

Veja o mapa com a previsão de chuva do modelo WRF nas próximas 72 horas (mais chuva no RS):

Mapa com a previsão de chuva do modelo WRF nas próximas 72 horas (mais chuva no RS) - Fonte: MetSul
Fonte: MetSul

Veja o mapa com a previsão de chuva para os próximos 10 dias do modelo CMC (chuvas alcançando MS e PR):

Mapa com a previsão de chuva para os próximos 10 dias do modelo CMC (chuvas alcançando MS e PR) - Fonte: MetSul
Fonte: MetSul

Inmet

O modelo Cosmo do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) também aponta a previsão de chuvas mais volumosas e abrangentes para áreas de milho dos principais estados produtores do Brasil a partir da próxima semana, apesar de algumas precipitações nesta reta final da semana já serem previstas de forma leve e ainda muito isolada. Também há apontamento do instituto para a continuidade da estiagem no mês de maio.

“No Paraná, há condição de chuva nos próximos dias pelo Oeste, mas com possibilidade de se espalhar pelo estado. Ainda assim, serão chuvas muito isoladas e leves, podendo ganhar força ao longo dos próximos dias. Lá pelo dia 20 volta a ter previsão de chuvas leves e depois ela retorna mais pro final do mês com volumes mais expressivos”, explica Mamedes Luiz Melo, meteorologista do Inmet. “Essa chuva leve estimada para os próximos dias, isolada, poderá não reverter o estado crítico de estiagem de algumas áreas produtoras”, complementa Melo.

A previsão para os outros estados produtores das regiões Centro-Oeste do país terão condição similar as da região Sul nos próximos dias, segundo o Inmet. No entanto, na próxima semana, quando deve melhorar as chuvas para o Sul, o Centro-Oeste pode ter tempo mais firme. “Aos poucos, a chuva vai gradativamente se espalhando com a proximidade do final do mês”, explica Melo.

Já para o próximo mês a tendência é de que as chuvas fiquem dentro da média nos principais estados produtores de milho, com exceção do Paraná que tem previsão de chuvas abaixo do referencial histórico.

Veja o mapa com a previsão de chuva acumulada para os próximos 7 dias em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de chuva acumulada para os próximos 7 dias em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Veja o mapa com a previsão de chuva nas próximas 72 horas em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de chuva nas próximas 72 horas em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Paisagem maravilhosa, a rodovia BR376 esta entre a área verde e a amarela em Tibagi (PR) - Nilson Sovaszen Ribeiro
Paisagem maravilhosa, a rodovia BR376 esta entre a área verde e a amarela em Tibagi (PR) - Nilson Sovaszen Ribeiro

Safra 2021 na Fazenda Miguel Arcanjo Vieira de Paula na cidade de Santa Dê Del (PR) - Silvia de Cristo
Safra 2021 na Fazenda Miguel Arcanjo Vieira de Paula na cidade de Santa Dê Del (PR) - Silvia de Cristo​

Lavoura de soja dos irmãos Fábio e Fernando Willers, na cidade de Dom Eliseu (PA) - Emerson de Souza
Lavoura de soja dos irmãos Fábio e Fernando Willers, na cidade de Dom Eliseu (PA) - Emerson de Souza​

O começo de uma grande lavoura de feijão na Fazenda Santo Antônio em Tabaporã (MT) - Solon Jr
O começo de uma grande lavoura de feijão na Fazenda Santo Antônio em Tabaporã (MT) - Solon Jr​

Lavoura de soja pronta para a colheita em Rosário do Sul (RS) - Jaderson Arigony
Lavoura de soja pronta para a colheita em Rosário do Sul (RS) - Jaderson Arigony

Envie sua foto ou vídeo e apareça aqui no Notícias Agrícolas! Fale com a gente através do WhatsApp (19) 99767-0241, direct no Instagram @noticiasagricolas ou use a hashtag #imagensdodia

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário