HOME VÍDEOS NOTÍCIAS METEOROLOGIA FOTOS

Principais modelos meteorológicos vão consolidando quebra do bloqueio atmosférico na próxima semana

Publicado em 04/08/2022 11:01 e atualizado em 04/08/2022 13:10
Inmet monitora condição já que chuvas podem chegar com intensidade e ar frio deve promover declínio nas temperaturas logo em seguida

Logotipo Notícias Agrícolas

Depois de mais de 30 dias sem chuvas expressivas, os principais modelos meteorológicos indicavam na manhã desta quinta-feira (4) o avanço da chuva para algumas áreas da região central do país na próxima semana, levando alívio para as temperaturas que mais elevadas neste inverno e também na baixa umidade relativa do ar. Veja o mapa de precipitação acumulada nos últimos 90 dias: 

acumulado

Segundo informações de Naiane Araújo, meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a formação de uma nova frente no Sul do Brasil no início da próxima semana terá força o suficiente para quebrar o intenso bloqueio atmosférico. Ressalta, no entanto, que a precipitação ainda não é para todas as áreas, mas que levará alívio em importantes pontos de produção agrícola. 

A quebra do bloqueio atmosférico, se confirmada, deve acontecer na próxima segunda-feira, dia 8 de agosto. As condições estão sendo monitoradas pelo Inmet, já que de acordo com a meteorologista, após longo período sem chuva, o sistema pode chegar com força, favorecendo ventanias, temporais e até queda de granizo em algumas áreas. Além disso, a passagem da chuva tende a ser rápida e uma massa de ar frio deve provocar a queda das temperaturas na semana que vem em boa parte do país. 

Com relação aos volumes, o modelo Cosmo do Inmet prevê precipitação entre 20mm e 40mm nos três estados do Sul do país, Mato Grosso do Sul e as chuvas avançando para São Paulo e áreas do Mato Grosso, ainda com volumes baixos, a partir do dia 9. Veja a previsão de precipitação do Inmet para os próximos dias:

GIF 04-08-2022 11-03-49
Fonte: Inmet 

 

Já o modelo GFS prevê a frente fria em atuação no Sul do Brasil já a partir desta quinta-feira, dia 4 de agosto e a permanência da chuva nessa área, até o avanço para as demais regiões do país no início da próxima semana. Na região Sul, o modelo prevê volumes de até 40mm nas próximas horas.

Na região Central, o GFS indica chuvas a partir do dia 9, com destaque para o Mato Grosso do Sul, áreas do Mato Grosso e de São Paulo que podem se beneficiar da rodada de chuvas em alguns pontos. O modelo mostra ainda a condição de umidade em pontos do sul de Goiás e do extremo sul mineiro. Veja a evolução do sistema nos próximos dias: 

gfs_apcpn24_samer_fh24-132

A atualização do modelo de previsão estendida, atualizado nesta manhã pela Administração Oceânica e Atmosférica (NOAA) mostra também o avanço da umidade nos próximos sete dias. 

No período entre 4 e 12 de agosto, o modelo-norte-americano tem a previsão de chuvas de até 40mm em áreas do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo, além de mostrar precipitação de até 90mm em áreas do Paraná no período. 

Confirmando a previsão de chuva rápida, entre os dias 12 e 20 de agosto, o NOAA volta a cortar as precipitações para a região Central do país e mesmo no Sul os volumes ficam mais baixos. Veja o mapa de previsão estendida para todo Brasil: 

NOAA


O modelo europeu na atualização desta manhã indica os maiores acumulados para o Paraná no início da próxima semana e condição para chuvas entre 50mm e 70mm na segunda-feira, dia 8. Com volumes de até 10mm, o modelo mostra o avanço da umidade para áreas da região Central no final da próxima semana, além de manter a condição de chuvas intensas para o Sul do Brasil. Veja a previsão do modelo europeu: 

estaque
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário