Massa de ar polar baixa temperaturas de forma brusca na região Sul

Publicado em 09/11/2010 09:26
866 exibições
Pela manhã, pode fazer entre 5°C e 10°C no Rio Grande do Sul e em parte de Santa Catarina.
QUARTA, DIA 10

Sul
A quarta já amanhece com tempo aberto em quase todo o Rio Grande do Sul. A massa de ar polar que sucede o sistema é fortíssima e as temperaturas ficam muito abaixo do comum para esta época do ano. Isso acontece por causa do fenômeno La Niña, que tem como característica intensificar as massas de ar frio em todo o globo. As temperaturas ficam entre 5°C e 10°C no Rio Grande do Sul e em parte de Santa Catarina. Também faz frio à tarde: as máximas só passam dos 25°C no norte do Paraná. A chuva só será persistente no leste de Santa Catarina e do Paraná e em cidades próximas de São Paulo. Nestas áreas, a nebulosidade impede a queda nas temperaturas de manhã e o dia fica com temperaturas amenas.

Sudeste
Na quarta, a passagem de uma frente fria traz chuva generalizada a São Paulo, Rio de Janeiro, centro e sul de Minas Gerais e sul do Espírito Santo. O acumulado chega aos 40mm em parte da zona da mata de Minas Gerais. No norte de Minas Gerais e do Espírito Santo, o tempo ainda permanece seco. A temperatura máxima despenca e faz frio no sul do Estado de São Paulo. Por outro lado, entre o norte paulista e o oeste mineiro, a máxima ainda passa dos 35°C.

Centro-Oeste
Na quarta, a chuva diminui em boa parte de Mato Grosso do Sul, mas prossegue em Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal. Chove forte no oeste de Mato Grosso, com acumulado de mais de 60mm em algumas áreas próximas de Campos de Julio. A temperatura máxima despenca entre Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, porém permanece elevada em Goiás e Distrito Federal.

Nordeste
Sol e calor em boa parte da região. As poucas chuvas atingem o Maranhão e o sul e sudoeste da Bahia.

Norte
Na quarta, a chuva novamente atinge toda a região. Há risco de intensos temporais em boa parte do Acre, sudoeste do Amazonas e oeste do Pará. Em Rio Branco, capital do Acre, poderá chover 95mm em menos de 24 horas, correspondendo a mais de 45% da média do mês de novembro. A temperatura máxima despenca e a máxima não passa dos 25°C entre Rondônia e o sudoeste do Amazonas. Por outro lado, faz muito calor entre Tocantins, Pará e Amapá.

Confira a previsão para os próximos dias

Sul
A massa de ar polar segue ganhando força e faz cada vez mais frio na quinta, o frio já abrange toda a região Sul. As temperaturas se aproximam do 0°C em cidades das serras e da campanha gaúcha, podendo gear. Nas demais áreas, as mínimas oscilam entre 5°C e 10°C. À tarde, o frio diminui, mas não faz calor: as temperaturas ficam em torno dos 20°C no leste e só passam dos 25°C no norte do Paraná. Não chove. A partir da sexta, o frio da manhã começa a diminuir e o risco de geadas fica restrito às cidades mais altas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Também volta a fazer calor, mas apenas à tarde, já que as manhãs ainda serão de temperaturas baixas, abaixo dos 15°C em toda a região e abaixo de 10°C em quase todo o Rio Grande do Sul. Só volta a chover na região Sul no fim de semana, entre o litoral norte do Rio Grande do Sul e o Paraná. As demais áreas só registram precipitação depois do feriado, quando uma nova frente fria passa pela região Sul.

Sudeste
Na quinta, a chuva com baixo acumulado atinge o Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e o nordeste e sul de São Paulo. Na sexta, a chuva diminui no Espírito Santo, porém prossegue entre Minas Gerais, Rio de Janeiro e nordeste e sul de São Paulo. Entre 13 e 17 de novembro, a chuva ganha força entre Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, com acumulado de mais de 100mm em partes de Minas Gerais e Espírito Santo.

Centro-Oeste
Na quinta e sexta, prossegue a chuva, porém cada vez mais fraca, entre Goiás e Mato Grosso. Entre 13 e 17 de novembro, a chuva volta a atingir toda a região, porém os maiores acumulados ficarão concentrados sobre Goiás. Algumas localidades receberão até 150mm em apenas cinco dias.

Nordeste
Sol e calor em boa parte da região. As poucas chuvas atingem o Maranhão e o sul e sudoeste da Bahia nesta quarta. A partir de meados de novembro, no entanto, o padrão de chuva forte e generalizada retorna para parte do nordeste. O acumulado varia entre 30mm e mais de 150mm no centro, oeste e sul da Bahia, centro e sul do Piauí e boa parte do Maranhão.

Norte
Na quinta, destaca-se a chuva forte no oeste do Acre, Amazonas, Pará e Roraima. Na sexta, os temporais atingem o noroeste, centro e oeste do Amazonas, com acumulado de mais de 100mm em algumas áreas. Entre 13 e 17 de novembro, a chuva forte migra para leste e passa a atingir Tocantins, Pará, Amapá e Roraima.
Tags:
Fonte: Somar Meteorologia

Nenhum comentário