Cheia nos rios do Pantanal deixa fazendas debaixo d´água

Publicado em 18/03/2011 07:49 542 exibições
Em muitas propriedades, não deu tempo nem de retirar o gado. Pequenas áreas secas estão lotadas de animais que buscam refúgio.
Em Mato Grosso do Sul, o volume de chuva diminuiu, só que a cheia dos rios no Pantanal deixou fazendas debaixo d´água. Não deu tempo nem de retirar o gado.

A imagem é desoladora. A boiada segue enfileirada como se estivesse sendo tocada para terra seca, mas não há terra seca em um raio de quilômetros. Os animais estão ilhados.

Em todo o Pantanal de Aquidauana e Rio Negro, a cheia pegou fazendeiros de surpresa. As águas dos rios Aquidauana e Negro se encontraram, se espalharam pela planície, deixando fazendas totalmente alagadas. As pequenas áreas secas estão lotadas de animais que buscaram refúgio até em uma pista de pouso.

Só quando a água baixar é que os fazendeiros vão poder calcular os prejuízos. Eles não sabem quantos animais já morreram por causa da cheia e da inundação. O que se vê são muitas fazendas com os currais cheios de água, com os animais isolados em pequenas porções de terra.

A região do Pantanal é onde se faz a cria, de onde saem os bezerros que serão engordados em fazendas mais altas. Por isso, o prejuízo com os animais não é só agora no período das cheias, deve ser durante todo o ano porque vai ter menos bezerro para engordar.

Zelito Ribeiro é de uma tradicional família de pantaneiros. Eles têm fazenda na região desde o século XIX. O prejuízo com a bezerrada deve ser grande. “Muitas fazendas já estão arrebentando cerca, passando bezerro para o vizinho para tentar acomodar. Depois a gente vê o que faz, mas hoje a grande preocupação é tentar salvar o maior número do rebanho”.

Tags:
Fonte:
Globo Rural

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário