A partir desta quarta-feira, milho safrinha não corre mais risco de geada no PR

Publicado em 28/06/2011 14:17 e atualizado em 28/06/2011 14:52 968 exibições
Milho: Geada atingiu safrinha no Paraná

Geada atingiu plantação de milho safrinha no Paraná pelo segundo dia consecutivo

Os agricultores do Paraná estão muito preocupados. Pelo segundo dia consecutivo, houve a formação de geada no milho safrinha do estado, comprometendo seriamente a produção. A mais forte massa de ar polar deste ano começou a avançar sobre o Sul do Brasil no final de semana e, de lá pra cá, só diminuiu a temperatura na região.

Nesta terça-feira (28), muitas cidades paranaenses presenciaram um frio intenso que não era observado há vários anos. De acordo com o SIMEPAR (órgão de monitoramento meteorológico ligado ao governo do Paraná), o sul do estado registrou hoje o frio mais intenso desde o ano de 2000. A temperatura mínima registrada em Guarapuava foi de - 6,1ºC e em Palmas foi -5,7ºC.

Nas regiões produtoras de milho safrinha, o Instituto Nacional de Meteorologia, o InMet, registrou hoje temperatura mínima de -2,0°C em Campo Mourão, com formação de geada forte. Em Londrina, a temperatura mínima hoje foi de 1,4°C com ocorrência de geada moderada e em Maringá, a temperatura mínima hoje foi de 2,7°C com formação de geada fraca.

Temperatura sobe e volta a chover no Paraná nos próximos dias

Esta terça-feira marcou o pico do frio desta massa de ar polar. A partir de amanhã (29), a temperatura sobe no Estado e não há mais risco de geada para o milho safrinha.

Novas áreas de instabilidade já estão se formam sobre o Paraguai e nessa quarta-feira avançam para o Paraná. Todo o estado terá um grande aumento de nuvens e muitas cidades já devem começar o dia com chuva.

Há risco de chuva forte, acompanhada de raios e rajadas de vento, principalmente em localidades do oeste e do sudoeste paranaense. Estas áreas de instabilidade vão se organizar como uma nova frente fria que vai manter o tempo úmido, com condições para pancadas de chuva no Paraná, pelo menos até o final de semana.

De acordo com os modelos numéricos de previsão do tempo, entre amanhã e o domingo (03 de julho), podem ser acumulados entre 50 e 100 mm de chuva nas áreas produtoras de milho safrinha.

Tags:
Por:
Fabiana Weykamp
Fonte:
ClimaTempo

0 comentário