Cooperação Técnica vai aperfeiçoar previsão do tempo

Publicado em 12/07/2011 08:06 287 exibições
A Agência Brasileira de Cooperação (ABC), ligada ao Ministério das Relações Exteriores, assinou, em 8 de julho, na sede do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), em Brasília, os termos para implementação do Projeto de Cooperação Técnica com a Organização Meteorológica Mundial (OMM). O acordo tem a finalidade de aperfeiçoar o modelo de previsão do tempo e expandir a capacidade de monitoramento das estações meteorológicas.

O convênio prevê um investimento de cerca de US$ 11 milhões para que, no prazo de cinco anos, o Inmet desenvolva um modelo numérico de previsão do tempo mais preciso e detalhado. Os modelos numéricos gerados por supercomputadores reúnem e codificam, em forma de cálculos, as informações recebidas de estações meteorológicas, satélites e boias oceânicas coletoras de dados. Os cálculos são interpretados por meteorologistas, que chegam a um consenso para a previsão do tempo diária.

O acordo pretende também expandir a capacidade de monitoramento das estações meteorológicas para que possam ser previstos com maior precisão os eventos severos, as condições atípicas de chuva e a temperatura de uma região em determinada época do ano. Esse tipo de estação é capaz de coletar dados e enviá-los à sede do Inmet sem a presença de um especialista no local, apenas por meio de sensores de temperatura, vento, umidade, radiação solar, chuva e pressão.

O Brasil conta, hoje com cerca de 500 estações automáticas construídas entre 2002 e 2007, por meio de outro Projeto de Cooperação Técnica entre OMM, Inmet e ABC. A parceria permitiu a implantação da rede de estações de forma econômica e rápida.

O novo acordo obteve a assinatura do Secretário Executivo da OMM, Michael Jarraud, durante o 16º Congresso Meteorológico Mundial, realizado em Genebra, na Suíça entre maio e junho. Segundo o diretor da ABC, o ministro Marco Farani, os objetivos do projeto vão além de “apoiar a captação de conhecimento e a tecnologia no Brasil”. O convênio deve “estimular o compartilhamento de informações e o apoio a outros países”.

Tags:
Fonte:
Mapa

0 comentário