Cancelada reunião de líderes que decidiria votação do Código Florestal

Publicado em 13/03/2012 15:45 850 exibições
Votação do Código Florestal pode ser adiada após saída de Vaccarezza

A queda de Cândido Vaccarezza (PT-SP), líder do governo na Câmara dos Deputados, deve adiar novamente a votação do novo Código Florestal, que estava prevista para acontecer na tarde desta terça-feira (13). 

Como mostou uma matéria no site do Valor Econômico, antes mesmo da troca do político, os deputados da frente ruralista já haviam decidido apoiar uma emenda que incluísse um dispositivo no relatório final retomando o texto dos deputados sobre a anistia a desmatamentos ilegais caso o relator do projeto, o deputado Paulo Piau (PMDB-MG), não acatasse a reividincação do setor.  

No entanto, a saída do deputado deve atrasar essa linha de atuação, adiando as movimentações. Isso porque Vaccarezza também defendia a votação para esta terça-feira (13), assim como os ruralistas e ao contrário do que espera o governo, que estimula o adiamento uma vez que teme uma nova derrota. 

"Não acredito que o Código vá ser votado nesta semana. Não há clima. A saída do Vaccarezza deixou um clima ruim. Ele tinha um diálogo muito bom conosco. Pelo menos escutava a gente, não era radical", disse Moreira Mendes (PSD-RR), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária.   

Para o deputado, o adiamento é necessário, porém, não pode ser por muito tempo. Agora, os representantes do agronegócio têm como estratégia obstruir as sessões da Casa até que o Código seja votado.

Com informações do Valor Econômico. 

Na Agência Câmara: Cancelada reunião de líderes partidários desta tarde

O líder do PSDB, Bruno Araújo (PE), informou que a reunião de líderes partidários que estava marcada para esta tarde foi cancelada por falta da participação do novo líder do governo.

O ex- líder do governo Cândido Vaccarezza (PT-SP), que deixou o cargo nesta manhã, deve se reunir em instantes com o presidente da Câmara, Marco Maia, quando deverá ser anunciado seu substituto.

Apesar do adiamento, Marco Maia está reunido em caráter informal com os líderes do DEM, Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), e do PT, Jilmar Tatto (SP), para discutir a pauta de votações da semana.

Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas + Ag. Câmara

0 comentário