Código Florestal: Reunida com ministros, Dilma faz últimos ajustes para decisão

Publicado em 24/05/2012 17:39 e atualizado em 25/05/2012 07:42 765 exibições
Desde às 14h30 desta quinta-feira (24), a presidente Dilma Rousseff está reunida com um grupo de políticos e representantes de entidades para analisar e ajustar os artigos do novo Código Florestal que serão vetados. Os últimos detalhes, segundo uma matéria do Terra, estão sendo revistos e finalizados , além das prováveis medidas provisórias e decretos que serão editados para preencher partes do texto consideradas "vácuos legislativos". 

Dilma está reunida com os ministros Mendes Ribeiro, da Agricultura, do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas e do Meio Ambiente, Izabella Teixeira. Está presente na reunião também  Luís Inácio Adams, Advogado-Geral da União, representantes da Embrapa e da Agência Nacional de Águas. 

O vice-presidente Michel Temer mais cedo afirmou que á possibilidade do veto total ao texto está descartada, porém, confirmou "vetos parciais". Ainda de acordo com o Terra, "tecnicamente, a presidente poderá deixar a decisão sobre o Código para amanhã, mas desde que a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, considerou que Dilma poderia vetar trechos da proposição ainda hoje, há expectativa sobre esta que pode ser a última reunião para analisar o projeto de lei".

Com informações do Terra.  
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

    Sr. João Olivi, após um dia empurrando o outro, desde o inicio da história do Novo Código Floresta, tento em vão entender, mas não fui abençoado pelo bom Deus, minha carga genética não produziu a massa cinzenta suficiente para digerir os rumos que este governo tem optado.

    Quem diria hem! O atual governo enfatiza que tem governado para a minoria e lendo uma noticia hoje, sobre uma reunião entre a presidente e alguns ministros, para debater sobre o assunto que tem posto a presidente no dilema Shakespeariano: “Essa reunião tem, sem dúvida, um lado histórico. A presidenta ter pedido para três ministros ouvirem o que 2 milhões de pessoas disseram mostra que faz diferença elas se mobilizarem”.

    De fato 2 milhões, deve ser, alguma coisa assim, perto de 1% da população brasileira, desculpe-me algum erro, mas como disse anteriormente, falta-me massa cinzenta; ou a presidente está presa aos grilhões éticos do partido: “Governar para as minorias”. ....” E VAMOS EM FRENTE ! ! ! “....

    0