Setor de cana está otimista com a votação do Código Florestal

Publicado em 20/05/2011 14:17 587 exibições
Acertado para votar na próxima terça-feira (24.05) o projeto de lei 1.876/99, o novo Código Florestal, deixou o setor sucroenergético otimista. Segundo o presidente em exercício da Federação dos Plantadores de Cana do Brasil (Feplana), Alexandre Andrade Lima, a decisão de aprovar o relatório do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) com apenas uma emenda n° 164 mostra o compromisso da Câmara dos Deputados com o social, o econômico além do ponto de vista ambiental.

 A emenda n° 164 admite atividades silvoagropastoris já consolidadas em Áreas de Preservação Permanentes (APP’s). Para o vice-presidente da Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco, o destaque no relatório representa a salvação da lavoura nordestina.

“Sem a emenda, o setor de cana no Nordeste seria quase extinto. Isso afetaria a economia do estado inteiro. Estamos otimistas para que os deputados cumpram o prometido e vote o Código Florestal na terça mesmo”, observou Guedes.

O período 2010-2011 fechou com recorde de 625 milhões de toneladas colhidas, estima a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Na região Centro-Sul, chegou a 557 milhões de toneladas e deve atingir 568 milhões na safra 2011-2012, com 55% destinados à produção de etanol e 45%, açúcar.

MOBILIZAÇÃO

A Feplana representa cerca de 60 mil produtores de cana-de-açúcar distribuídos em 13 estados do Brasil. As associações membros da entidade farão uma concentração em Brasília na próxima semana, para pressionar e apoiar os deputados na aprovação da nova legislação ambiental.

Fonte:
Feplana

0 comentário