Feijão: Com pressão, o preço continua subindo

Publicado em 18/09/2019 15:30
383 exibições
Com os preços do Feijão-carioca subindo, está havendo uma busca mais intensa também nos Feijões que são opção de preço, em algumas circunstâncias, ao Feijão-carioca. Por exemplo, os empacotadores já têm dificuldades crescentes em encontrar Feijão-preto na Região Sul, com boa qualidade. A opção acaba sendo as ofertas de Feijão argentino e também o plantado no cerrado. As últimas cotações de negócios reportados estão ao redor de R$ 160/170, FOB Goiás, Minas Gerais e DF, mas neste início de semana está muito difícil encontrar produtores dispostos a vender. Quando comparamos este período com setembro do ano passado, fica bastante clara a diferença nos preços e no contexto. Há raros lotes de Feijão-carioca comercial. O Feijão menos valorizado acaba tendo um pouco de grãos de milho e torrões de terra. Nada tão grave. Um bom processamento resolve bem. Há mais áreas plantadas com Feijões de escurecimento lento e mais armazéns refrigerados. Portanto, até o momento, há sim um bom volume de Feijão recém-colhido, mas os produtores administram a venda. Não irão derrubar os preços. A grande maioria tem a situação de caixa sob controle. Assim, ontem, na medida em que os compradores pagaram os R$ 170, foi vendido um bom volume. Uma vez marcado o preço, passaram a pedir R$ 180, e muitos conseguiram.
Fonte: IBRAFE

0 comentário