Feijão, por Ibrafe: Alimentar e vacinar, é esta a ordem de importância

Publicado em 02/03/2021 09:52 95 exibições

A semana começou novamente muito calma. Os compradores retraídos apontam que os supermercados não estão repondo dentro do esperado. Óbvio que apontam o preço como o motivo para a calma fora de hora. Na verdade, o consumidor, assim como em outros momentos de apatia, não se restringe a Feijão. De forma geral, os consumidores não foram às compras de início de mês, mas, por outro lado, as vendas feitas para repor o que foi vendido em fevereiro também foram decepcionantes. O Feijão-preto tem indicações de compradores em R$ 350, mas os vendedores estão sem pressa com o pouco que têm na mão. Os Caupis seguem com negócios por até R$ 280 no Mato Grosso, o mesmo valor de Feijão-carioca vendido na BR 163. O viés permanece positivo para o ano de Feijão-caupi.

Fonte:
Ibrafe

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário