Feijão, por Ibrafe: Com pouco movimento, varejo joga com o consumidor

Publicado em 17/09/2021 11:31 82 exibições

Não falta comprador. Falta capacidade de absorver o preço pedido pelos produtores. Um dos maiores empacotadores do Brasil, membro do Clube Premier, observava ontem que o preço médio das promoções dos Feijões em algumas capitais gera uma defasagem de 15%. Na prática, significa que pagar R$ 270/280, base Minas Gerais, significa perder mais de R$ 30 por saco de 60 quilos. Um consultor do varejo comentou que várias redes promovem o Feijão e outros produtos básicos para se manter na mídia, mas sabem que o volume vendido será muito pequeno. Jogam com isso, com o fato de que a população está sem dinheiro nesta época do mês, mas eles procuram desde já “cevar” o consumidor para que, quando o salário entrar, ele lembre daquela rede como a que tem melhores preços. Naquele momento, na hora h, o varejo promoverá com preços acima dos praticados agora.

Fonte:
Ibrafe

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário