Feijão, por Ibrafe: Novo relatório da Conab não destaca os impactos do clima na safra

Publicado em 12/01/2022 08:39 178 exibições

Saiu para surpresa geral novo relatório da CONAB e com distorções que até o mais distraído dos operadores identifica. Infelizmente aquele relatório com levantamento de safras simplesmente não pode ser tomado em consideração, para negócios, se não, para base a partir da qual se constroem os cenários . Como que com a estiagem no sul que todos sabem dos efeitos não teria afetado o volume estimado? Estimar que terminaremos o ano com mais de 3,1 milhões de toneladas é totalmente sem sentido.  Só a quebra já confirmada  ultrapassará no Paraná 60 mil toneladas. Algo perdido com chuvas em Minas Gerais e, com área menor não detectada pela CONAB ainda. 

Estrategicamente diversos produtores que tem Feijão em Câmara fria, estão dispostos a negociar e na medida em que os preços foram subindo eles foram vendendo. Agora que estabilizou naturalmente os compradores começam a forçar preços um pouco mais baixos. Ontem tanto para Feijão-carioca armazenado quanto para que está sendo colhido foram sumindo durante o dia. Qualquer recuo nos preços imediatamente faz com que os produtores prontamente saiam do mercado.  Portanto os negócios efetuados ontem mantiveram os valores estáveis. Foi relatado tarde na noite de ontem que só na região de Paranapanema - São Paulo 10 mil sacas foram vendidas entre R$ 300/305 para Feijão-carioca extra.

Fonte:
Ibrafe

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário